Classificação dos Estados Unidos e da Rússia é questão de tempo

Bruno Voloch

07 de setembro de 2015 | 09h32

Estados Unidos e Rússia, potências do vôlei feminino mundial, vão estar na Olimpíada do Rio em 2016.

A torcida brasileira não deve se iludir. A classificação de ambas as seleções é apenas questão de tempo.

usa-volleyball

A Copa do Mundo do Japão foi apenas a primeira oportunidade de garantir presença nos jogos olímpicos. Favoritos na teoria, Estados Unidos e Rússia viram China e Sérvia no lugar mais alto do pódio.

O caminho para as norte-americanas em tese é bem tranquilo.

Os Estados Unidos jogarão o torneio continental, Campeonato da Noreca, entre 25 de setembro e 3 de outubro, no México. O campeão e os 3 melhores colocados se classificam automaticamente para o pré-olímpico de janeiro.

Por sinal, os Estados Unidos devem sediar o evento no início de 2016.

O vencedor do pré-olímpico garante vaga nos jogos olímpicos do Rio.

A Rússia vai jogar o Campeonato Europeu no fim do mês na Bélgica e Holanda.

russia 1

O critério é basicamente o mesmo usado na Norceca.

A Rússia, se ficar entre as primeiras, se classifica para jogar o pré-olímpico europeu entre 4 e 9 de janeiro em Ankara, na Turquia.

A Sérvia, já classificada, disputa normalmente a competição, mas abre mais uma vaga.

O campeão estará na Olimpíada.

Se ainda assim a Rússia não for a campeã do pré-olímpico, a seleção russa terá uma terceira e última chance de estar na olimpíada disputando o pré-olímpico mundial no Japão em maio.

A competição irá classificar 4 países e o asiático melhor colocado.

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: