Conta chega antes da hora e lesão de Otávio deixa Castellani em maus lençóis em Taubaté.

Conta chega antes da hora e lesão de Otávio deixa Castellani em maus lençóis em Taubaté.

Bruno Voloch

21 Agosto 2018 | 11h23

Se a injustificável contratação de Nico Uriarte não foi bem recebida pela torcida de Taubaté, que dirá agora com a lesão de Otávio, que rompeu o tendão e está sendo operado hoje.

A contusão sofrida pelo central é a mesma que tirou Lucarelli das quadras.

Otávio só deve voltar em março.

O responsável pela vinda do levantador argentino, usando a vaga de segundo estrangeiro, é técnico Daniel Castellani. Sendo assim, o time, por opção e estratégia do treinador, fica sem a possibilidade de contratar ninguém de fora do país para substituir Otávio.

O mais grave no erro do processo conduzido pelo treinador, é que Taubaté conta com Rapha para posição, o que sugere a formação da ‘patota’ argentina em Taubaté. Isso sem falar no acordo de cavalheiros entre Castellani e o pai de Facundo Conte para a chegada do ponteiro.

A direção do clube deixou passar e fez vista grossa.

Agora Taubaté terá que pagar a conta e minimizar o prejuízo deixado por Castellani, incompatibilizado com Ricardo Navajas, supervisor do time. E terá que ser no BRASIL, já que Renan e Robinho são os únicos centrais à disposição, enquanto Lucão está na seleção.