Conta sai cara para Barueri com Amanda em quadra e Thaísa fora. Pinheiros ganha no apetite.

Conta sai cara para Barueri com Amanda em quadra e Thaísa fora. Pinheiros ganha no apetite.

Bruno Voloch

26 de janeiro de 2019 | 11h10

Barueri arriscou demais e dessa vez abusou da sorte.

Abrir mão do talento de Thaísa, em franca evolução, e não tirar Amanda de quadra após o quarto set foram determinantes para que o time sofresse a primeira derrota no returno, a segunda da semana.

Não que o Pinheiros não tivesse merecido, mas que Barueri facilitou as coisas, isso facilitou.

Amanda, para variar, entregou no quarto set e ainda assim foi mantida para o tie-break.

Azar de Barueri.

Sorte do Pinheiros. Era por ali o caminho.

O curioso é que por muito menos, Thaísa foi substituída por Vivian e voltaria no quinto set numa atitude desesperada da comissão técnica.

Castigo merecido e olha que não é fácil perder para o Pinheiros.

Uma vitória alcançada muito mais na base da vontade do que qualquer outra coisa. Chamou atenção a disposição de Clarisse e cada ponto comemorado por ela. Vibração incomum e suspeita.

Skowronska fez o dela, mas nem sempre resolverá sozinha, ainda mais com Maira numa extremidade e Amanda, intocável, na outra.