Coragem de Giba acaba com a farsa de Bernardinho

Coragem de Giba acaba com a farsa de Bernardinho

Bruno Voloch

22 de setembro de 2015 | 17h10

A farsa acabou. 5 anos depois terminou.

Giba mostrou ser mesmo diferenciado. Craque dentro e fora das quadras.

Nas recentes declarações, em sabatina realizada pela Folha de S.Paulo, Giba deu apenas uma prévia do conteúdo da autobiografia que será lançada em outubro.

111

O ex-jogador confirmou o que todo mundo sabia de cor e salteado.

O BRASIL entregou o jogo para a Bulgária no campeonato mundial da Itália em 2010.

‘O dia da vergonha’, 2 de outubro de 2010, página negra na história do vôlei brasileiro, é até hoje negado por Bernardinho e parte do grupo, entre eles Murilo e Bruno.

Giba vendeu coragem e acabou com a mentira suja e deslavada da comissão técnica e alguns jogadores.

222

O ex-jogador não só entregou o treinador como criticou o comportamento de Bernardinho que não estava junto com o grupo no desembarque no BRASIL.

Giba fez seu dever de cidadão.

A sociedade agradece. Vitória do esporte.

Mário Jr, enfim, pode dormir em paz. Théo, inocente útil na ocasião, idem.

333

O dia mais podre e triste do vôlei brasileiro em todos os tempos foi passado a limpo.

Antes tarde do que nunca.

A mentira só dura enquanto a verdade não chega.

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.