Crise se agrava e torcedores denunciam bloqueio nas redes sociais após críticas ao esquema de Castellani em Taubaté

Crise se agrava e torcedores denunciam bloqueio nas redes sociais após críticas ao esquema de Castellani em Taubaté

Bruno Voloch

14 Janeiro 2019 | 09h00

A permanência de Daniel Castellani como técnico de Taubaté azedou de vez o relacionamento entre a torcida de Taubaté e a diretoria do clube.

Se os dirigentes fazem vista grossa a proteção escancarada do treinador aos argentinos contratados, os torcedores não. Ninguém do lado de fora aceita mais a insistência dele com Uriarte e Conte e a resposta tem sido dada nas arquibancadas.

O Abaeté, que sempre recebeu ótimos públicos, há muito tempo não recebe a capacidade máxima, pelo contrário, a média tem sido baixíssima para a história de Taubaté na competição.

Contra Caramuru o ginásio estava vazio o que agravou a crise entre a torcida e o técnico Castellani que foi vaiado e xingado por ter preterido novamente Douglas Souza e Rapha e escalado, por causa de compromissos firmados fora de quadra, os compatriotas Uriarte e Conte.

Só que o treinador foi obrigado a ser render novamente durante a partida quando o adversário abriu 1 a 0. Após as entradas de Douglas e Rapha o time deslanchou e virou ganhando por 3 a 1.

O blog recebeu denúncias de torcedores que teriam tido seus perfis bloqueados nas redes sociais por causa das críticas pesadas ao treinador. E não foram poucos.

Os profissionais que cuidam das redes administradas tentam blindar Castellani e evitar um desconforto ainda maior. A determinação, segundo consta, partiu da diretoria do clube e do secretário de esportes, cada vez mais isolados ainda apoiando o técnico.

Procurado pelo blog, Taubaté não respondeu quando questionado sobre as denúncias dos torcedores.