Derrota bem-vinda e sopro de esperança em Taubaté.

Derrota bem-vinda e sopro de esperança em Taubaté.

Bruno Voloch

17 Dezembro 2018 | 08h17

Perder nunca é bom, certo?

Errado.

Pelo menos no caso de Taubaté. O revés em casa para o Cruzeiro por 3 a 0 pela nona rodada, aparentemente, motivou mudanças no time titular.

Daniel Castellani, finalmente, abriu mão da ‘panela’, deixou Uriarte no banco e escalou Rapha de início contra Ribeirão Preto no jogo que fechou a décima rodada.

Tudo bem que o adversário não era dos mais credenciado e vencer por 3 a 0 era obrigação independentemente de quem atuasse como levantador.

Em Taubaté as coisas são obscuras, a questão técnica não é suficiente para definir posição e os acordos extra-quadra entre os argentinos falam mais alto.

Por essas e outras seria mais prudente ter cautela e aguardar os próximos movimentos de Castellani, no caso sábado quando o time paulista irá enfrentar o surpreendente Maringá no Chico Neto.