Edinara, revelação da Superliga, muda de status em Barueri: ‘Cheguei com mais responsabilidade’.

Edinara, revelação da Superliga, muda de status em Barueri: ‘Cheguei com mais responsabilidade’.

Bruno Voloch

20 Novembro 2017 | 10h06

2017 foi quase 100% para a seleção feminina. Foi um ano de renovação, período de aprendizado e muitas experiências. Algumas vingaram, outras não, algo absolutamente natural.

Edinara, jogadora de Barueri, se encaixa no primeiro caso.

Aprovada com louvor. E continua sendo observada literalmente de perto.

A atleta conquistou a medalha de ouro na tradicional Montreux Volley Masters, competição que abriu a temporada. Por causa dos compromissos com a seleção sub-23, Edinara não foi ao Grand Prix e como não treinou com o grupo ficou de fora da Copa dos Campeões.

José Roberto Guimarães, técnico da seleção e de Barueri, não esconde a empolgação com a jogadora. É cauteloso. Faz bem.

Edinara tem surpreendido.

Amadureceu rápido, evoluiu na parte física, tecnicamente e virou referência no clube aos 21 anos. É hoje realidade e se mantiver a regularidade dificilmente deixará de ser convocada para a seleção adulta em 2018.

O blog conversou com Edinara.

Você está vivendo o melhor momento da sua carreira?

Ainda sou jovem, estou vivendo um ótimo momento, mas espero ainda ter muitas alegrias e conquistas no voleibol

Como está sendo trabalhar com José Roberto Guimarães?

Está sendo muito bom, um aprendizado constante. O José Roberto tem uma história linda no voleibol brasileiro e é muito bacana o dia a dia com ele e com todos os outros colaboradores da equipe. Tento absorver o máximo possível dos ensinamentos.

A Edinara é hoje a referência no time de Barueri?

Acho que a equipe tem muitas referências e não apenas eu. Chegaram Jaqueline e Thaisa que são excelentes atletas e fazem a diferença em qualquer equipe. Suelle e Érika também são grandes nomes do voleibol, então acho que nossos adversários não vão encontrar um Hinode com Edinara apenas, mas sim um Hinode com Érika, Suelle, Jaque, Thaisa e todas as outras atletas com enorme potencial e que podem ser destaque em qualquer equipe.

Qual a diferença da Edinara do São Caetano para a Edinara de Barueri?

Acho que em São Caetano eu estava ainda buscando meu espaço, buscando oportunidades, recém saída da categoria juvenil outras atletas estavam na minha frente e eu tive que trabalhar bastante para conseguir me firmar na equipe e seguir jogando. Em Barueri não é diferente tenho que trabalhar pesado sempre, mas cheguei com mais responsabilidade e exigência.

Você é promessa ou é realidade?

Nunca me senti uma promessa, até mesmo para não ser iludida ou achar que as coisas já estariam no meu caminho sem o devido esforço, sempre trabalhei bastante acreditando no meu voleibol dando meu máximo com muita fé em Deus que eu poderia alcançar coisas boas.

Até onde Barueri pode chegar na Superliga?

Acho que temos boas chances na competição, apesar da equipe estar estreando na Superliga vamos em busca da classificação e depois poder sonhar com as finais.

Ter sido contratada por Barueri é um indício de que você pode estar na seleção nas próximas convocações?

Estar na seleção é algo mesmo incrível, uma sensação diferente poder representar o país, é muito especial e quero estar sempre nas convocações, porém isso depende do José Roberto e a comissão técnica do BRASIL. Acho que estar em Barueri me motiva a mostrar mais ainda meu potencial, já que o técnico é o mesmo da seleção, porém não vejo vantagens, o José Roberto é muito exigente e acho que outras atletas também podem ter as mesmas chances mesmo eu estando com ele nos treinamentos.

De onde vem tanta personalidade e coragem?

Eu acho que eu apenas tento seguir as orientações da comissão técnica e corresponder as expectativas depositadas em mim, as vezes as coisas não saem como a gente deseja, mas tento buscar melhorar sempre e acreditar no meu potencial. Acho que temos que ser corajosos em tudo. Eu sai de uma cidadezinha do interior de Santa Catarina não sabendo o que o futuro iria me reservar, estive longe da família por um sonho no voleibol. Acho que quando acreditamos verdadeiramente em algo, quando temos muita fé e fazemos tudo com muito amor, o universo conspira a nosso favor e todo esforço vale a pena.