Era jogo, mas parecia treino de bloqueio

Bruno Voloch

29 de fevereiro de 2020 | 10h04

Moleza pouca é bobagem.

O que se viu em Uberlândia foi um ótimo treino de bloqueio e apenas o Praia Clube em quadra.

Osasco não compareceu.

O Praia Clube, com todos os méritos, fez 3 a 0 sem sustos.

O ataque de Osasco foi ridículo. Aproveitamento vergonhoso.

Nem time juvenil é assim. Nem de ressaca do carnaval as jogadoras conseguiriam fazer tão feio. E ainda tem gente com coragem de responsabilizar Roberta.

Não nesse caso. A levantadora não ataca.

Ninguém ganha com atacantes que não derrubam bola e aproveitamento entre 18% e 22%. Jaqueline, coitada, era a única que escapava e foi contagiada pelas companheiras.

Carol, que não tem nada a ver com isso, fez o nome dela. Sozinha marcou quase o dobro de pontos de bloqueio que o time de Osasco inteiro. 9 contra 5.

Vitória importantíssima para o Praia. Vencer após a perda do sul-americano e manter a liderança da Superliga, o que restou, com os mesmos 2 pontos de vantagem para o Minas eram fundamentais.

O reaparecimento de Fawcett foi interessante, só que Martinez não rendeu o habitual ponta. Questão de ajustes.

Paulo Coco que se vire.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: