Largadas no tie-break motivaram discussão entre Gattaz e Kasiely no Minas

Largadas no tie-break motivaram discussão entre Gattaz e Kasiely no Minas

Bruno Voloch

15 de janeiro de 2020 | 09h16

Praia Clube e Minas escreveram mais um capítulo na história dos confrontos. E com todos os ingredientes necessários que confirmam o clássico como uma das rivalidades mais intensas da atualidade.

Uma partida marcada pelo nervosismo, o estranho episódio entre Carol Gattaz e Kasiely e o VAR pela metade.

O blog apurou que Carol, capitã do time, não gostou da sucessão de largadas de Lana e Bruna no tie-break e reclamou berrando  com as companheiras em quadra. Kasiely tomou as dores e retrucou usando ‘você não tem que falar desse jeito não’. A partir daí começou o bate-boca.

No vestiário Léia liderou uma rápida reunião. Thaísa e Sheilla, líderes e experientes, também falaram e os ânimos se acalmaram.

O Praia fez 3 sets a 2, mas ainda oscila. Não foi um jogo brilhante tecnicamente. Longe disso.

As entradas de Claudinha e Michelle, deixando Garay no banco, acabaram sendo determinantes para a virada. A ausência da venezuelana Acosta no fim do quarto set foi um duro golpe para o Minas que vinha jogando de igual para igual. Lana entrou mal e sem ritmo.

A boa notícia é que Nicola desistiu oficialmente da norte-americana Deja que sequer pisou em quadra.

 

 

 

 

Tendências: