Mas já?

Mas já?

Bruno Voloch

09 de dezembro de 2017 | 09h36

Jaqueline completa na semana que vem dois meses de casa nova. Em 16 de outubro, Barueri anunciava oficialmente a contratação da ex-jogadora da seleção.

Jogou pouco é verdade.

Literalmente.

Até então não tinha feito a diferença dentro de quadra.

Só que Jaqueline acabou sendo a personagem na derrota para o Praia por 3 a 1. Quando o time perdia por 6 a 3 o quarto set, recebeu um cartão amarelo e na sequência vermelho.

Barueri se desestabilizou e foi presa fácil nas mãos do adversário caindo por 25/15.

O pior ainda estaria por vir.

José Roberto Guimarães, contrariando seu estilo, mas sempre se impondo, cobrou publicamente da capitã explicações para tamanho desequilíbrio. Jaqueline, assustada, chorou.

Ponto.

Me recordo do post que foi ar quando o clube confirmou a chegada dela.

Era questão de tempo.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.