Minas dá fim a tabu pelas mãos de Paulo Coco

Minas dá fim a tabu pelas mãos de Paulo Coco

Bruno Voloch

27 de março de 2016 | 09h35

Foi uma vitória acima de tudo da persistência.

Não é fácil a vida de treinador. Paulo Coco estudou o adversário e corajosamente decidiu mudar a escalação do Minas para o segundo jogo contra o Praia Clube.

O técnico simplesmente usou o que tinha de melhor. Tandara saiu na ponta, Rosamaria na saída e Carla foi mantida no banco como opção.

_DSC2396

A derrota no primeiro set, quando foi inteiramente dominado pelo adversário, poderia sugerir que a escolha tivesse sido precipitada. Que nada.

É preciso confiança no trabalho que é executado durante a semana. E a aposta deu certo.

O Minas desencantou a partir do segundo set, passou por dificuldades no terceiro e quarto, mas sempre se mantendo a frente no placar deixando a pressão do lado do Praia.

A vitória por 3 a 1 coloca fim ao tabu e encerra a série de derrotas para o Praia no momento mais apropriado possível.

_DSC2212

Tandara e Rosamaria foram as maiores pontuadoras, mas Mari Paraíba e a levantadora Naiane fizeram um ótimo jogo.

O Praia, sem passe, abusou dos erros e jogou com soberba depois que abriu 1 a 0. Foi merecidamente castigado.

A série, absolutamente aberta, mostra o Minas em ascensão e sem medo do Praia. Só isso porém pode não ser suficiente para chegar até Brasília.

 

Tendências: