Monique não! Era só o que faltava.

Monique não! Era só o que faltava.

Bruno Voloch

20 Agosto 2018 | 19h02

José Roberto Guimarães superou as expectativas.

A esperança após os amistosos contra os Estados Unidos, quando o BRASIL perdeu os 4 jogos que disputou, era que o treinador reagisse, caísse na real e liberasse Amanda e Fernanda Tomé.

Gabirú também se encaixaria perfeitamente na barca, mas a lesão de Suellen dá sobrevida a líbero.

Eis que a CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, surpreendentemente, anuncia a convocação de Monique. Se é feio para quem convoca, deve ser pior para quem aceita.

Falta de critério, opção ou desespero, seja lá o que for, nada justifica o retorno dela. Se a jogadora não prestava há pouco mais de 1 mês quando o BRASIL fracassou na VNL e não foi chamada para os treinamentos visando o mundial, não vai ser agora que irá resolver os problemas da seleção.

Monique é uma jogadora comum. Nunca passou disso.

O que conta a favor dela é o fato da atleta estar inteira fisicamente e sem nenhuma lesão, algo raro por lá.