Mundial será decisivo para permanência de Renan. VNL pode ter sido a penúltima parada do técnico.

Mundial será decisivo para permanência de Renan. VNL pode ter sido a penúltima parada do técnico.

Bruno Voloch

09 Julho 2018 | 08h39

O campeonato mundial que será disputado na Itália e Bulgária será decisivo para o futuro de Renan Dal Zotto na seleção brasileira.

O blog apurou que existe um leve movimento, ainda tímido, de ex-dirigentes e gente influente para que o CEO da CBV, Radamés Lattari, troque o comando técnico da seleção em caso de novo fracasso daqui a 2 meses.

Há quem indique sinais de desconforto e desgaste entre jogadores e comissão técnica.

Não haverá cobrança interna, até porque nem mesmo o CEO, Radamés Lattari, está seguro no cargo diante do caos político e a crise financeira que vive a CBV.

Renan, até onde o blog chegou, teria ‘perdido a mão’, termo usado por ex-jogadores.

O treinador deve fazer em breve a convocação para o mundial.