Nem um, nem outro. Thaísa rouba a cena no duelo entre Zé Roberto e Bernardinho em Barueri

Nem um, nem outro. Thaísa rouba a cena no duelo entre Zé Roberto e Bernardinho em Barueri

Bruno Voloch

12 de dezembro de 2018 | 08h21

As atenções estavam todas concentradas em José Roberto Guimarães e Bernardinho, afinal não é todo dia que os dois se enfrentam. E Barueri jamais havia vencido o Rio.

Dessa vez não só venceu, como convenceu e quebrou o incômodo tabu fazendo 3 a 0 com surpreendente autoridade.

E quem roubou a cena foi Thaísa.

Ela fez seu melhor jogo desde que foi contratada e voltou de cirurgia. A jogadora, que andava discreta, pontuou em todos os fundamentos, 13 no total, desequilibrou na rede e no saque.

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Barueri, irreconhecível no bom sentido, parecia outro time em quadra. Concentrado, agressivo do início ao fim e quase que perfeito taticamente. Sacou com extrema eficiência, matou a recepção do adversário e foi muito superior no bloqueio.

Apático, algo raro e de certa forma preocupante, o Rio foi passivo, facilmente envolvido, pouco resistiu e cometeu um número absurdo de erros nos 3 sets.

A diferença entre os dois na classificação diminuiu para 1 ponto. Barueri soma 11, o Rio se manteve com 12. Só que ambos estão cada vez mais distantes da liderança.

 

 

 

Tendências: