Olimpíada no Japão muda sistema de classificação e Copa do Mundo não dará vaga para os jogos.

Olimpíada no Japão muda sistema de classificação e Copa do Mundo não dará vaga para os jogos.

Bruno Voloch

23 Outubro 2018 | 09h54

A Copa do Mundo, tradicional competição jogada no Japão de 4 em 4 anos, está confirmada no calendário da FIVB, Federação Internacional de Vôlei, para 2019.

Acontece que diferente das edições anteriores, o torneio não será classificatório para a Olimpíada de Tóquio em 2020 justamente porque será disputada no Japão.

Sendo assim, a FIVB, em caráter especial, irá adotar outro critério para determinar as 11 seleções classificadas para os jogos olímpicos ao lado do país-sede.

As 6 primeiras vagas serão definidas em Pré-Olímpicos Mundiais. As 24 seleções mais bem ranqueadas são divididas em 6 grupos de 4. Só o campeão de cada grupo se classifica para Tóquio.

O critério adotado será o mesmo para o masculino e feminino.

O novo ranking mundial será divulgado em janeiro de 2019 pela FIVB já com os resultados obtidos pelas seleções na VNL e Campeonato Mundial.

O Pré-Olímpico deverá acontecer em agosto de 2019.

Portanto hoje é precipitado fazer qualquer esboço que seja de quais seriam os adversários do BRASIL. A única certeza, é que baseado nesse novo cenário, apenas uma tragédia tiraria o BRASIL da Olimpíada. Ainda que tropece nos Pré-Olímpicos Mundiais, o vôlei brasileiro teria uma nova oportunidade dentro do continente.

Preenchidas as 7 vagas, contando com o Japão, restariam 5 que irão sair dos Pré-Olímpicos da América do Sul, Norceca, Europa, África e Ásia. A tendência é que esses torneios aconteçam em janeiro de 2020. A FIVB ainda não confirma oficialmente o período de disputa.