Pandemia que nada! Na contramão, CBV não testa árbitros e não exigirá uso de máscaras

Pandemia que nada! Na contramão, CBV não testa árbitros e não exigirá uso de máscaras

Bruno Voloch

26 de novembro de 2020 | 09h18

A CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, se supera a cada dia.

O uso de máscaras faciais para evitar o contágio com o novo coronavírus é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde. A entidade entretanto desconhece a norma.

O blog apurou que a CBV não irá mais exigir que treinadores, assistentes e integrantes das comissões técnicas usem máscara. A determinação vale a partir da próxima rodada.

Cada um irá agir como quiser, ou seja, usar ou não dependerá da consciência dos envolvidos.

Para piorar o quadro e o descaso, até onde o blog chegou, os árbitros não estavam sendo testados e não apresentavam exames, como manda o protocolo.

Os clubes pressionaram a CBV e exigiram, já que os mesmos acabam tendo contato com jogadores e técnicos, que os árbitros sejam também testados.

A conferir.

O blog fez contato com a CBV e aguarda as justificativas oficiais da entidade.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.