Política, novamente, no caminho de Bernardinho.

Política, novamente, no caminho de Bernardinho.

Bruno Voloch

31 Outubro 2016 | 10h40

A novela sobre a permanência de Bernardinho na seleção brasileira se arrasta. Agora a política pode inviabilizar a continuidade do técnico no cargo.

minas4

Segundo a revista Veja, Bernardinho sairá como candidato pelo PSDB nas próximas eleições, em 2018.

Essa não é a primeira vez que o técnico vê seu nome envolvido em cargos políticos. Há 4 anos, Bernardinho, amigo pessoal de Aécio Neves, negou que seria o candidato do PSDB ao governo do Rio de Janeiro.

Agora, em tese, o caminho estaria livre. A tentação é grande.

A CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, independentemente do Japão ter anunciado a nova comissão técnica para os jogos olímpicos de 2020, ainda aguarda o sim de Bernardinho.

Os japoneses tinham interesse em contratar o treinador brasileiro mas optaram pela solução caseira. Yuichi Nakagaichi, 48 anos, assinou por 4 anos.