Praia vota contra, mas ranking é mantido. Reunião decide jogadoras de 7 pontos.

Praia vota contra, mas ranking é mantido. Reunião decide jogadoras de 7 pontos.

Bruno Voloch

14 de março de 2019 | 11h42

Nada, ou quase nada, mudará para a próxima temporada.

O blog apurou que representantes dos principais clubes do BRASIL, via e-mail, definiram pela continuidade do modelo aplicado atualmente, ou seja, manutenção do ranking.

Dos 10 com direito a voto, apenas o Praia Clube foi contra. Todos os outros, incluindo Rio, Osasco, Minas e Barueri  votaram a favor.

Cada time poderá contar com duas jogadoras de 7 pontos. A regra é a mesma para o número de estrangeiras.

A CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, já foi informada, simplesmente acatou e a partir da decisão tomada agendará uma reunião para que esses mesmos clubes possam definir quais jogarão serão ranqueadas com 7 pontos.