Prestígio inabalável dos Estados Unidos reflete nas jogadoras que são cada vez mais valorizadas na China.

Prestígio inabalável dos Estados Unidos reflete nas jogadoras que são cada vez mais valorizadas na China.

Bruno Voloch

17 Outubro 2018 | 14h17

O vôlei dos Estados Unidos, apesar da seleção ter sido eliminado do mundial no final 6, continua valorizado em todos os lugares do mundo.

Prova disso é que o interesse dos clubes da China, atual campeã olímpica, nas jogadoras norte-americanas que cresce a cada temporada.

3 equipes chinesas anunciaram a contratação de nada mais que 5 atletas dos Estados Unidos, entre elas Kelly Murphy e Tori Dixon, que ainda estão no Japão onde os Estados Unidos disputarão contra as donas da casa o quinto lugar no mundial.

O jogo acontecerá na sexta-feira, dia 19, em Yokohama.

Kelly Murphy vai para o Shanghai.

Dixon e Madison Kingdon jogarão juntas no Beijing e a lista conta ainda com Kadie Rolfzen e a oposta Katherine Bell que assinaram com o Henan.