Regulamento impede Ricardinho de jogar mundial de clubes pelo Bolívar

Regulamento impede Ricardinho de jogar mundial de clubes pelo Bolívar

Bruno Voloch

27 Novembro 2017 | 10h19

Ricardinho, levantador de Maringá, segue muito valorizado no mercado.

A técnica é rigorosamente a mesma.

Agora, a ótima forma física do jogador de 42 anos chamou atenção do Bolívar, da Argentina.

O blog apurou que Javier Weber, técnico do time argentino e profundo conhecedor do vôlei brasileiro, convidou o atleta para jogar o mundial de clubes que será disputado na Polônia.

Acontece que o regulamento da competição impede que Ricardinho possa vestir a camisa do Bolívar. A FIVB, Federação Internacional de Vôlei, baseada em fatos ocorridos no passado, decidiu que as transferências só serão aceitas no mínimo 3 meses antes do evento.

Nesse caso o Bolívar ficaria impedido de inscrever Ricardinho. O Bolívar e qualquer outro.

A intenção da FIVB é evitar times de aluguel, ou seja, jogadores que se encontrem no aeroporto, viajem e sem qualquer compromisso joguem a competição.

Alguns clubes no passado usavam esse artifício.

Decisão correta e sensata.

O mundial será jogado entre os dias 11 e 17 de dezembro. O Cruzeiro é o representante do BRASIL.