Renan ganha primeiro título, tropeça e fala em ‘sorte’ contra os Estados Unidos.

Renan ganha primeiro título, tropeça e fala em ‘sorte’ contra os Estados Unidos.

Bruno Voloch

16 de setembro de 2017 | 05h08

Osaka, Japão.

Se tinha alguém respirando aliviado após a dramática vitória contra os Estados Unidos esse alguém era Renan. O técnico confirmará no domingo o primeiro título desde que assumiu a seleção brasileira.

O que não deu para entender foram as palavras dele na coletiva de imprensa.

Ele falou em sorte.

Sorte, Renan?

Não pegou bem. Nem a euforia demasiada após a vitória justifica tamanha derrapada.

Falar em sorte depois de um partida dessa seria no mínimo tirar os méritos dos próprios jogadores. Tudo bem que o adversário tenha que ser valorizado, o único diga-se de passagem, mas Renan poderia ter sido um pouco mais feliz nos comentários.

Sorte?

Sorte ou talento dos jogadores?

Sim, porque 90% dos jogadores formavam o grupo campeão olímpico há 1 anos atrás.

Eles dentro de quadra é que fizeram a diferença.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.