Riad, no prejuízo, usa Sesi como trampolim olímpico

Riad, no prejuízo, usa Sesi como trampolim olímpico

Bruno Voloch

27 Janeiro 2016 | 08h26

O Sesi, enfim, agiu com prudência e profissionalismo.

Assim que recebeu a sinalização positiva do departamento médico e a confirmação de que Riad poderia voltar às quadras, o clube confirmou a contratação do jogador.

Não chega a ser nenhuma novidade, afinal a notícia foi antecipada pelo blog há mais de 1 mês.

http://esportes.estadao.com.br/blogs/bruno-voloch/sesi-estuda-possibilidade-de-contratar-riad/

Riad está ainda em fase final de recuperação da lesão no tendão patelar e usará o Sesi basicamente para não ficar parado e como trampolim para os jogos olímpicos.

riad_taubate_face

Se não tivesse time para jogar, e no BRASIL o Sesi foi o único que se aventurou, o atleta iria ver o sonho de participar da olimpíada ainda mais distante.

Ele chega para ser mais um. Hoje está muito atrás de Aracaju e Gustavão, titulares de Marcos Pacheco. Não creio, pelo perfil, seriedade e passado do treinador, que Riad ganhe a condição de titular até o fim da superliga. Na bola não. No nome ou por imposição talvez.

13226698

Na seleção, isso até funciona, mas o cenário, também na bola, é ruim para Riad. Se forem escolhidos 3 centrais, Riad pela lógica está fora.

Lucão, sempre ele, é intocável. Isac e Éder disputam a outra vaga. Isso sem falar nos mais jovens e que vendem saúde.

Riad estaria apenas em ligeira vantagem contra Sidão, outro que está quase descartado dos jogos do Rio.