Ricardinho, campeão olímpico e bi mundial, deixa o vôlei e sai de cena aos 42 anos.

Ricardinho, campeão olímpico e bi mundial, deixa o vôlei e sai de cena aos 42 anos.

Bruno Voloch

18 de julho de 2018 | 10h01

O vôlei brasileiro e mundial perde um de seus mais talentosos jogadores.

O blog apurou em primeira mão que Ricardinho, levantador campeão olímpico em 2004 e bi mundial, está deixando o esporte. Aos 42 anos, ele sai de cena e vai cuidar dos projetos sociais e do time de Maringá:

‘Estou em ótimas condições físicas mas optei em cuidar do time, projeto social (hoje com cerca de 800 crianças) e me dedicar mais aos familiares. É o processo natural da vida e no esporte não é diferente’.

Ricardinho prevê Maringá forte e devidamente estruturado para voar alto em breve:

‘Quero colocar Maringá no lugar que merece e é muito além de simplesmente brigar para se manter na Superliga. A ideia é buscar vaga no playoff e dar cada vez mais corpo ao projeto, buscando novos parceiros e segurança aos envolvidos. Só não entendi a demora na confirmação da nossa vaga, algo natural depois da retirada de Canoas, e esse processo atrapalhou nosso planejamento para temporada 2018/19’.

Ricardinho conquistou ainda seis medalhas de ouro na Liga Mundial, foi quatro vezes campeão Sul-Americano, venceu duas edições da Copa dos Campeões e a Copa do Mundo.

Ele disse ao blog que pretende ajudar na formação dos levantadores:

‘Vou olhar de perto sim. Quero formar, ajudar a construir novos levantadores e sei que com minha experiência e vivência dentro do esporte adquiri um visão diferenciada para a posição. Já faremos isso essa temporada em Maringá’.