Rio leva 22 pontos de bloqueio e deixa mundial com pior campanha da história

Rio leva 22 pontos de bloqueio e deixa mundial com pior campanha da história

Bruno Voloch

20 Outubro 2016 | 11h08

Acabou. O sonho do Rio de igualar a marca de Osasco, eterno rival, ficou pelo caminho. O time brasileiro resistiu até mais do que se imaginava mas acabou derrotado pelo poderoso Eczacibasi e sai de Manila, Filipinas, eliminado na primeira fase.

É a pior campanha do Rio nas 3 participações. A equipe nunca havia deixado o torneio antes das semifinais e agora não chega nem entre os 4.

Seria difícil sobreviver.

EczacibasiVitraIstanbulsTatianaKoshelvaspikes

A única chance que o Rio tinha era vencer o Eczacibasi, da Turquia. Até que o primeiro set deu alguma esperança ao torcedor carioca que viu o Rio surpreendentemente abrir 1 a 0 com 27/25.

O jogo, diferente do que se imaginava, acabou sendo equilibrado pelo excesso de erros das turcas e decidido apenas no tie-break quando o Rio novamente sucumbiu e perdeu por 15/11.

Rio e Eczacibasi foi mesmo atípico. O equilíbrio registrado no placar não se comprova nos números da partida. E quanta diferença. O time brasileiro levou simplesmente 22 pontos de bloqueio em 5 sets. Só a sérvia Boskovic marcou a mesma pontuação que todo a equipe do Rio, 7 no total.

Negativa mesma foi a participação da holandesa Anne Buijs que fez míseros 3 pontos e deixou o jogo no terceiro set. Óbvio que Drussyla não resolveria e seria a salvação.  Quem veio do banco não colaborou. Monique é que foi acima da média.

EczacibasiVitraIstanbusTijanaBoskovichittheball

O Rio ainda deu sorte e pegou o Eczacibasi na hora certa. O time turco sente a falta de entrosamento e quando tiver mais conjunto certamente irá crescer. A canhota Boskovic foi a melhor das estrangeiras. Kosheleva e Larson não comprometeram.

TimeoutforRexonaSescRio

O Rio viajou disposto a fazer história. E fez parando na primeira fase.

Sair de Manila com o título seria complicado. Se esperava muito mais. Não dá efetivamente para dizer que o BRASIL tenha sido bem representado pelo Rio em 2016.