Rio, orgulhoso, comemora quinto lugar inédito nas Filipinas

Bruno Voloch

23 Outubro 2016 | 09h31

A comemoração após a vitória suada contra o Hisamitsu, do Japão, é plenamente justificável. O saldo acabou sendo extremamente positivo para o Rio, de Bernardinho, no Campeonato Mundial de Clubes disputado em Manila, Filipinas.

3 vitórias e duas derrotas em 5 jogos numa campanha de recuperação renderam ao time brasileiro o inédito quinto lugar. O Rio, em 3 participações, jamais havia terminado nessa posição.

RexonaSescRiocelebrate(2)

E não foi fácil. O Rio precisou de 5 sets para vencer no tie-break por 15/7. Juciely foi a melhor jogadora em quadra com 20 pontos, 9 de bloqueio.

A holandesa Anne Buijs deu sinais de evolução. Conseguiu atuar praticamente o jogo inteiro, saindo para a inversão em determinadas passagens, e marcou 16 pontos.

RexonaSescRiosMoniqueMarintoPavaospikes

Pode e talvez não tenha sido o resultado que o torcedor esperava. O quinto lugar porém deve ser comemorado.

O Rio soube sair do buraco, valorizou a competição e só perdeu justamente para os finalistas do mundial: Eczacibasi e Pomi Casalmaggiore.