Sem oba-oba e respeito, BRASIL não tem como perder para o Irã

Sem oba-oba e respeito, BRASIL não tem como perder para o Irã

Bruno Voloch

12 de julho de 2019 | 09h19

A Polônia deu uma mãozinha para o BRASIL, se classificou em primeiro e deixou a seleção brasileira dependendo apenas de suas próprias forças para ser semifinalista da VNL em Chicago, nos Estados Unidos.

É só vencer o Irã logo mais por qualquer placar, ou seja, não tem como ficar fora.

A derrota para a Polônia deve ter servido de lição para os membros da comissão técnica. Dessa vez não tem desculpa, afinal o adversário jogou na véspera e o mínimo que se espera é que alguém tenha ido ao ginásio ver o jogo.

Portanto, sem surpresas.

O Irã é aquilo de sempre. Tradicional fogo de palha. Não assusta ninguém.

Se os jogadores entrarem em quadra concentrados e sem oba-oba, o BRASIL ganha com sobras.

Tendências: