Sul-Americana reconhece domínio do vôlei mineiro e leva Pré-Olímpico feminino para o Mineirinho

Sul-Americana reconhece domínio do vôlei mineiro e leva Pré-Olímpico feminino para o Mineirinho

Bruno Voloch

02 de fevereiro de 2019 | 09h20

O Mineirinho será escolhido como sede do pré-olímpico feminino.

Só uma zebra muito grande ou incompatibilidade política pode mudar a decisão.

A Sul-Americana entende que a boa fase do vôlei mineiro, com Minas e Praia sobrando, indica que Belo Horizonte seja a cidade mais indicada para receber o torneio.

A paixão dos mineiros pelo esporte também teve peso decisivo na escolha da cidade.

A entidade, detentora dos direitos, poderia ter optado por qualquer país do continente. A opção em manter a competição no BRASIL é a maneira encontrada para ajudar a seleção brasileira, não correr riscos e de quebra abrir uma segunda vaga, caso o BRASIL avance, para outra seleção da América do Sul.

O anúncio oficial deve acontecer em breve, ainda esse mês.

A Sul-Americana, conforme o blog divulgou em primeira mão, ganhou a concorrência para organizar o pré-olímpico já que a CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, não tem verba.

O BRASIL enfrentará República Dominicana, Azerbaijão e Camarões por uma vaga na Olimpíada de Tóquio entre 2 e 4 de agosto.