Tandara recupera imagem e fica bem na foto. Cá entre nós, combina muito mais

Tandara recupera imagem e fica bem na foto. Cá entre nós, combina muito mais

Bruno Voloch

10 de julho de 2020 | 08h03

Tandara é oficialmente jogadora de Osasco.

Entre idas e vindas, quarta vez.

Ela nunca escondeu a paixão pelo clube.

Em abril de 2018, entrevistada pelo blog, afirmou: ‘Se eu ficar no BRASIL, minha casa é Osasco. Eu não saio para qualquer outro clube no país. Não tem dinheiro que pague. Osasco foi o time que me acolheu, me respeitou e que me sinto bem’.

Tandara não ficou. E não cumpriu o que disse.

Saiu para China, mas quando voltou da amarga experiência no exterior foi jogar no maior rival de Osasco. Uma decisão que mexeu com o torcedor que dava como certo o retorno dela ao clube, afinal a atleta foi vista inúmeras vezes ao lado dos dirigentes no Liberatti dias antes de assinar com o Rio.

Opção própria.

Se foi feliz no Rio, só ela pode responder. Temporada frustrante não só para ela como para todo mundo por razões óbvias. Ciclo interrompido no meio.

A drástica redução orçamentária sofrida pelo Rio, hoje Flamengo, apressou a volta de Tandara e facilitou a negociação, segundo consta, encaminhada durante a temporada passada.

Juntou o útil ao agradável.

O retorno para casa, literalmente falando, era tudo que Tandara desejava. A empolgação dos envolvidos na apresentação da jogadora apresentada essa semana mostra que ela não perdeu o status de ídolo e o quanto Osasco aposta nela para sair da fila e conquistar novamente uma Superliga.

Tandara saiu bem na foto. E cá entre nós, combina muito mais.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: