Taubaté abre nova freguesia.

Taubaté abre nova freguesia.

Bruno Voloch

19 Fevereiro 2017 | 08h21

De novo 3 a 0. Virou moda.

Os mais antigos arriscariam dizer que o Sesi virou freguês de Taubaté.

Assim como já tinha acontecido nas finais do paulista e na decisão da Copa Brasil, Taubaté não tomou conhecimento do Sesi e marcou inapeláveis 3 a 0 em pouco mais de uma hora de jogo.

img_2242

Ganhar do Sesi deve ter um sabor diferente. Só pode ser isso. É nítido que Taubaté entra em quadra com motivação diferente.

No caso do levantador Rapha não tenho dúvida.

O sempre esperado duelo entre ele e Bruno terminou com o campeão olímpico vendo a derrota do Sesi do banco. Marcos Pacheco abriu mão do levantador titular da seleção no terceiro set do jogo.

Com ou sem Bruno o Sesi foi facilmente batido. E poderia ter sido pior. Taubaté segue sem Lucarelli.

Wallace deitou e rolou. Fez 17 pontos contra um bloqueio absolutamente ineficaz do Sesi com 2 pontos em 3 sets.

A diferença entre os dois times caiu para um ponto com vantagem mínima ainda para o Sesi. 43 contra 42.

Os jogos contra Campinas, ainda podendo sonhar com o segundo lugar, e Cruzeiro nas próximas 4 rodadas vão definir o mando de quadra das semifinais quando Sesi e Taubaté devem teoricamente se encontrar.

Pelo menos é tudo que Taubaté deseja.