Thaísa e Adenízia salvam Osasco e rodízio quase emperra em Brasília.

Thaísa e Adenízia salvam Osasco e rodízio quase emperra em Brasília.

Bruno Voloch

29 Novembro 2015 | 08h28

A belga Lise e a centrais Thaísa e Adenízia livraram Osasco de um grande vexame na Superliga.

Jogando contra o penetra Brasília fora de casa, o time paulista caminhava tranquilo para fazer o resultado lógico de 3 a 0.

Após abrir 2 a 0, Osasco se complicou na partida, perdeu os dois sets seguintes por 28/26 e precisou contar com o talento de Thaísa, a força da bela Lise e a estrela de Adenízia, que estreou na competição, para fechar o quinto set com 15/13.

444

O time segue líder mas deixa em Brasília um ponto importante e que pode fazer falta na frente.

Luizomar de Moura manteve a equipe até então considerada titular com Dani Lins e Ivna, Carcaces e Gabi e Thaísa e Saraelen.

Diana, Suelle, Lise Van Hecke e Adenízia fora usadas, sendo que as duas últimas terminaram o jogo em quadra.

333

O rodízio ainda gera discussão. A recuperação de Thaísa não.

Maior pontuadora novamente e a mais regular de Osasco, a jogadora impressiona pela forma física e técnica.