Vai e vem da crise em Valinhos

Vai e vem da crise em Valinhos

Bruno Voloch

21 de maio de 2020 | 09h36

André Rosendo caiu.

Não é mais o técnico de Valinhos.

A parceria, segundo nota oficial do clube, chegou ao fim. A diretoria do Country Club dispensou o treinador que também exercia a função de gestor do projeto.

Valinhos, até onde o blog chegou, deve 3 meses de salários as jogadoras.

A responsabilidade, segundo o blog apurou, não seria do clube e sim do técnico que teria assinado um documento assumindo o compromisso com elenco ainda durante a Superliga após a chegada de novo patrocinador.

Valinhos foi penúltimo colocado e em tese seria rebaixado.

Só que com a ausência do Flamengo, que se juntou ao Rio, abre-se uma nova vaga e o time paulista teria possibilidade de continuar na elite.

Sem dívidas, aparentemente, no CNPJ, e a não exigência do fair play financeiro, as portas estão abertas.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.