Virou rotina: Argentina conquista sul-americano sub-21. BRASIL é vice de novo.

Bruno Voloch

24 Outubro 2016 | 10h09

Bernardinho, se confirmado na seleção adulta, que se prepare. Se o futuro do vôlei brasileiro masculino é esse que estamos vendo nas categorias de base a coisa é preocupante.

Há duas semanas a seleção sub-19 perdeu o sul-americana para a Argentina em Lima, no Peru.

Agora foi a vez do time sub-21.

243942306_3282

O BRASIL não perdia o sul-americano da categoria desde 2010. Perdeu. E novamente para a Argentina.

Era um risco levar em consideração as vitórias por 3 a 0 na fase de classificação contra Chile, Uruguai, Colômbia e Peru. E os resultados acabaram não servindo mesmo como parâmetro.

Na final a seleção brasileira caiu por 3 sets a 1 em Bariloche.

A competição marcou a estreia de Giovane Gavio no comando da seleção.

O resultado classifica os argentinos para o mundial de 2017, na República Tcheca. O BRASIL terá que se contentar em disputar a vaga na Copa Pan-Americana.

Como prêmio de consolo, o líbero Alexandre e o ponta Kaio foram escolhidos para a seleção do campeonato.

Hoje é o que dá para comemorar.

Pouco, muito pouco, para quem dominou o continente desde os anos 70. E assim caminha a base do BRASIL.