Vitória com a cara da atual seleção

Vitória com a cara da atual seleção

Bruno Voloch

04 de julho de 2019 | 07h39

A vitória por 3 a 2 contra a Polônia teve a cara do BRASIL na VNL e reflete bem que é hoje a seleção brasileira.

Um time instável, inseguro, vivendo de altos e baixos e nada confiável.

Macris foi a melhor jogadora da seleção.

Bia, principalmente, e Gabizinha exceções.

O resto manteve o padrão da equipe na competição.

Mara foi fundamental a partir do quarto set no lugar de Carol completamente fora de ritmo e escalada como titular de maneira aparentemente precipitada.

Não dá para sequer comentar a diferença abissal entre as opostas Smarzek e Paula Borgo que dessa vez não comprometeu tanto assim.

Isso por causa da percepção de Macris que usou as melhores opções nos momentos estratégicos do jogo. Ela sabe com quem (não) pode contar.

 

 

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: