Os estádios que viram a história do Corinthians

Estadão

18 de outubro de 2009 | 08h35

Em seus quase 100 anos de história, o Corinthians viveu alegrias e tristezas em diversos estádios do Brasil. O clube ainda não possui uma casa própria que comporte a sua imensa torcida, a segunda maior entre os times brasileiros, mas já desfilou de forma imponente em muitos palcos do País.

O primeiro estádio a abrigar jogos do Corinthians foi o Campo do Lenheiro, localizado no bairro do Bom Retiro, onde o clube foi fundado em 1910. O local era apenas um terreno baldio que pertencia a um vendedor de lenha.

Já em 1918, os jogadores e torcedores da equipe se uniram para construir o Estádio do Bom Retiro, às margens do Rio Tietê. Lá o público já tinha condições de acompanhar as partidas, mas o primeiro grande palco surgiria somente 10 anos depois.

Em 1928, o então presidente do Corinthians, Alfredo Schürig, aproveitou uma área comprada pelo seu antecessor, Ernesto Cassano, do E.C. Sírio, e promoveu diversas melhorias. O estádio foi inaugurado em 22 de julho daquele ano e batizado com o nome do presidente, mas hoje é mais conhecido como Parque São Jorge ou Fazendinha. Com capacidade para cerca de 20 mil pessoas, o local atualmente só é utilizado para treinos ou partidas das categorias de base.

A grande casa do Corinthians é mesmo o Pacaembu, inaugurado em 1940 e que até hoje pertence à prefeitura de São Paulo. O estádio foi palco de conquistas memoráveis, como o título do Campeonato Paulista de 1954 (quarto centenário de São Paulo) e da Copa do Brasil de 2009.

Outro estádio que se acostumou a ver festas do time alvinegro é o Morumbi, de propriedade do arquirrival São Paulo. No local, o clube levantou três vezes a taça de campeão brasileiro (1990, 1998 e 1999) e registrou um dos momentos mais emocionantes da sua história em 1977, quando venceu a Ponte Preta e faturou o Paulistão, encerrando um jejum de 23 anos sem conquistas.

Fora de São Paulo, o estádio mais presente no coração do corintiano é o Maracanã. Em 2000, o clube fez história no palco carioca ao superar o Vasco nos pênaltis e conquistar o primeiro Mundial de clubes organizado pela Fifa. Outro momento marcante foi em 1976, ano da famosa invasão corintiana. Na semifinal do Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense, a torcida do Corinthians dividiu o estádio com o público do time mandante, e de forma emocionante bateu o adversário para garantir vaga na decisão da competição nacional.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: