Vicente Matheus, o eterno

Estadão

30 de março de 2010 | 16h40

SÃO PAULO – Vicente Matheus participou ativamente da vida do Corinthians durante quatro décadas. No título do IV Centenário, já era diretor de futebol. Daí em diante, presidiu o clube por oito mandatos: 1959, 72, 73, 75, 77, 79, 87 e 89. Depois, ainda elegeu a esposa Marlene presidente do clube entre 1991 e 1993.

Na foto lado, de 1975, um Vicente Matheus bem à vontade na quadra do ginásio Parque São Jorge. Vestia camisa ainda de algodão, branca, sem logotipo de patrocinador, e usava calção de futebol curto, pouco comum nos dias de hoje, mas que perdurou até os anos 1980.

Como presidente, suas maiores conquistas foram o título de campeão paulista de 1977 e o de campeão brasileiro de 1990. Deixou de ter peso político com a ascensão de Alberto Dualib (1993). Criou uma série de frases eternizadas na Fazendinha. “O difícil não é fácil” foi uma delas. Morreu em 1997.

Texto publicado no ‘Jornal da Tarde’ de 12/3/2010, em caderno especial

Tudo o que sabemos sobre:

presidentesVicente Matheus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.