As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Circo alvinegro

Cesar Sacheto

24 de janeiro de 2017 | 15h35

Os dirigentes do Corinthians precisam parar de iludir a Fiel. O clube arrasta – há semanas – duas novelas que só alimentam a ansiedade do torcedor: Jadson e Drogba. É preciso definir esses assuntos de uma vez por todas!

No caso do meia, parece até que o Timão está sendo usado em um leilão. Ora, se o jogador quer ficar no Parque São Jorge como diz, então que diminua a pedida. Ou acerte com outra agremiação e seja feliz (de bolso cheio). O Corinthians não tem condições de pagar a quantia elevada de luvas e salários que o jogador, de 33 anos, pretende embolsar. Dessa forma, melhor aceitar a realidade e abrir mão.

O alvinegro terá muitas dificuldades para se sustentar em 2017. Fora da Libertadores 2017 – o que significa menos dinheiro – e com uma dívida bilionária herdada devido à construção do estádio em Itaquera, é provável que o presidente Roberto de Andrade – ainda acossado por um pedido de impeachment – tenha que enxugar o orçamento deste ano. Ou seja, o elenco não será aquele com o qual sonha o torcedor.

Mas o caso mais grave de fanfarronice envolvendo o noticiário do Corinthians é a negociação com o marfinense Drogba. Ninguém no clube tem condições de dizer com precisão o que está acontecendo. São várias versões. A cada dia surgem mais nomes de intermediários na transação. Ninguém sabe quem é quem nessa história (ou estória). Por fim, a última notícia dá conta que o jogador pediu alguns dias para refletir com a família sobre a vinda para o Brasil.

Com o passar dos anos, percebi que os melhores negócios são aqueles fechados com discrição, seriedade e transparência. Dificilmente algo que começa torto termina em sucesso…

Tudo o que sabemos sobre:

CorinthiansJadsonDrogbaRoberto de Andrade

Tendências: