Sem noção
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sem noção

Cesar Sacheto

01 de dezembro de 2016 | 14h18

O presidente da CBF conseguiu dar mais uma demonstração de total desconexão com a realidade quando sugeriu à Chapecoense entrasse em campo contra o Atlético-MG na última rodada do Brasileirão.

É incrível a falta de sensibilidade – surreal, na verdade – de Marco Polo Del Nero ao propor que o clube catarinense junte os cacos, escale jogadores contundidos ou das categorias de base contra os mineiros, no próximo dia 11. Ele imaginou que o evento poderia se transformar em uma grande “festa”. Que imbecilidade!

Segundo relatos do presidente da Chape, Ivan Tozzo, a repórteres, o mandatário da CBF teria dito que não importava nem mesmo o placar do jogo, mas sim a conclusão da participação dos catarinenses no Brasileirão em campo. Talvez a real intenção fosse evitar um “asterisco” na classificação final e possíveis ações judiciais. Grotesco. Por sorte, o presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, já disse que o time não vai jogar e que aceitará eventuais punições pela decisão tomada.

O sr. Marco Polo Del Nero é um exemplo daquilo que repudio na condução de uma empresa, clube, entidade, etc. Ele poderia perfeitamente integrar essa legislatura que faz apodrecer o Congresso Nacional, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais. Está pronto para tanto. Pobreza de espírito, má conduta e atitudes suspeitas não faltam no currículo dele.

 

Del Nero

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.