Frescão
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Frescão

Alessandro Lucchetti

25 de março de 2014 | 19h07

A evolução tecnológica incorporada aos tênis de corrida é assustadora. Confesso que recebi com certo ceticismo, em fevereiro, no auge daquele calor senegalês que castigava São Paulo, um dos últimos lançamentos da Fila, o Flow windspeed. O release que o acompanhava falavra sobre a tecnologia Flow: “inspirada nos dutos naca, sistema que refrigera motores de carros e aviões. Aplicada ao solado de borracha, garante circulação do ar e redução do calor interno, gerando uma maior refrigeração durante a pisada”.

Como estava com uma dor no joelho e fazendo fisioterapia, não pude testar o tênis sob aquele calorão. E acho que foi bom, pois não sofri tanto. Mas no domingo retrasado, calcei os Flow windspeed para a minha corrida dominical sobre o Elevado. Aliás, está na hora de mudar o nome do Elevado, não é? Chega de referências a generais da ditadura!

Já não fazia tanto calor como em fevereiro. Por isso, resolvi esperar até o meio-dia, para testá-lo sob a temperatura máxima daquele dia, que passou um pouco dos 30 graus. E não é que os tais dutos funcionam mesmo? Fiquei todo ensopado de suor, é claro, mas meus pés se mantiveram em relativo conforto.

Há um outro item que favorece a refrigeração dos pés, o tecido de tramas abertas, que é transpirável. Além disso, a entressola em EVA propulsiona as passadas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: