Largada de madrugada
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Largada de madrugada

andreavelar

07 de dezembro de 2010 | 11h44

Tim Chong/Reuters

Era gente que não acabava mais: 60 mil pessoas participaram nesse fim de semana das provas da Maratona de Cingapura, segundo o jornal AsiaOne. Com tantos inscritos assim, só podia mesmo ser o recorde para uma edição do evento.

Mas o fator interessante da prova, e que as organizações esportivas no Brasil podem copiar, foi a largada na madrugada, como se percebe pelas fotos. A alternativa mais justa para escapar do forte calor no sudeste asiático, que tanto atrapalhou os atletas nos Jogos Olímpicos da Juventude. Vale lembrar que o verão brasileiro também é complicado para os amantes da corrida.

Os corredores saíram de três pontos diferentes na tentativa de evitar tumulto. Tentativa. A confusão foi generalizada na chegada e os grupos de 20, 15 e outros 20 mil atletas, que inclusive corriam provas em outras distâncias, se embolaram.

Diante da condição climática, o queniano Mburu Mungara venceu a prova com o tempo de 2h14min06, seguido de perto pelos compatriotas Thomas Cherogony e Vincent Krop. No feminino, a também queniana Irene Jerotich Kosgei foi a mais rápida. Os campeões levaram para casa um cheque de US$ 50 mil cada um.

“Cingapura é uma corrida muito agradável, apesar de ser muito quente. Tentei impor um bom ritmo, mas estava difícil a partir da segunda metade da prova”, resumiu Mungara.

 

Tim Chong/Reuters

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.