5 dicas para correr a Wings for Life World Run

5 dicas para correr a Wings for Life World Run

SILVIA HERRERA

24 de janeiro de 2019 | 10h39

A 100 dias da largada, expert dá dicas para encarar corrida de rua inovadora que vai rolar no  Rio de Janeiro e simultaneamente em 66 países. #superação #wingsforlifeworldrun #corridaderua #blogCorridaparaTodos

Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool/Divulgação

Corrida de rua global e sem linha de chegada fixa, a Wings for Life World Run tem por objetivo arrecadar fundos para pesquisas em prol da cura da lesão na medula espinhal. Faltam exatamente 100 dias, nesta quinta-feira (24), da sua sexta largada oficial em solo brasileiro. Em 5 de maio, às 8h (horário de Brasília), o Rio  será uma das sedes da prova, que já reuniu mais de meio milhão de pessoas ao redor do mundo nos últimos cinco anos. As inscrições ainda estão abertas e podem ser feitas pelo https://www.wingsforlifeworldrun.com/br/pt-br/rio-de-janeiro/ .
Vamos as dicas de  Moisés Oliveira, especialista em corrida e instrutor de Running Class na Bodytech Iguatemi, para quem pretendem treinar para a prova, desde os que planejam alcançar 5km até os que querem bater recordes.
5km: essa é a distância perfeita para quem quer mudar o estilo de vida, sair da condição de sedentário e optar por ser mais saudável e ativo. Pratique três vezes na semana, com treinos intervalados duas vezes (por exemplo: 1 minuto de corrida moderada + 3 minutos de corrida forte + 1 minuto de caminhada, por cinco vezes). Esta atividade pode ocorrer na esteira, além de adicionar uma corrida na rua no final de semana. É importante treinar nas condições que serão enfrentadas na prova. Seu longo do final de semana não deverá ultrapassar 6km. Se você já corre 5km, pode melhorar seu tempo aumentando as intensidades dos seus treinos.
10km: para quem vai tentar a primeira 10k os treinos ainda não ultrapassam as três vezes na semana e os longos do final de semana não devem ultrapassar 12 km, sendo divididos em 8km, 10km, 11km e 12km. No primeiro treino da semana, você pode correr 5km em intensidade alta, 7km no segundo treino com intensidade moderada e longo de 10km no final de semana com o pace (tempo por km) que pretende alcançar na Wings. Para variar, faça alguns treinos intervalados revezando nas semanas (por exemplo: 8 tiros de 500 metros em intensidade moderada; ou 4 tiros de 500 metros em intensidade alta; ou 12 tiros de 200 metros também em intensidade alta).
21km: para estrear os 21km, é necessário ter uma certa experiência em corridas de rua. Muitas provas de 5km e 10km devem ter sido realizadas antes de se aventurar nessa distância. Os treinos deverão aumentar de volume e dias na semana, sendo realizados no mínimo quatro vezes. Para uma das semanas de treinamento por exemplo, você pode utilizar a seguinte estrutura: 10km em intensidade moderada, 5km em intensidade baixa, 15km em intensidade moderada/alta e 18km no longo do final de semana, em intensidade moderada.
42km:   dedicação, treinamento e comprometimento. Geralmente, quem vem preparado para correr a distância de uma maratona  está em nível de treinamento avançado e já conhece seu rendimento. Se você está saindo dos 21km, aumente seus longos primeiro para 32km, por algumas semanas de treinamento, e depois passe para 38km. Se você já correu a maratona e pretende melhorar seu tempo, pense em algo como diminuir de 10 a 15 segundos no pace (tempo por km). Qualquer coisa acima disso pode comprometer seu desempenho no meio da prova.
Ultramaratonistas: qualquer distância acima de 42.195 metros ou provas por tempo, de 6h, 8h, 10h, 12h ou 24h são consideradas provas de ultramaratona.  Os treinos podem ser por distância ou tempo, no plano ou em subidas. Os volumes são altos e, para quem pretende tentar, deve ser  orientado por um profissional capacitado e experiente, que o auxilie na prescrição do treinamento, é essencial para realizar com segurança.