A foto do seu tênis velho vale até R$ 149 na compra de um novo

A foto do seu tênis velho vale até R$ 149 na compra de um novo

Na campanha da FilaBR quanto mais gasto estiver seu pisante maior é o valor

SILVIA HERRERA

13 de setembro de 2020 | 10h36

Na contramão da crise econômica provocada pela pandemia, a FilaBR prevê crescimento de 6% este ano e acaba de lançar a plataforma #Correria. O que é isso? Engloba dois novos calçados para corrida de rua, uma inédita promoção de descontos na qual a foto do seu tênis usado vale até 30% desconto na compra de um desses modelos; ativação com influenciadores digitais de peso; e uma corrida virtual exclusiva para os mil primeiros que comprarem os modelos. Detalhe, os tênis Racer Silva e Float Fly são 100% made in Brazil e esbanjam tecnologia de ponta.

 

Fila Float Fly para corridas até 10K

Os lançamentos tem campanha publicitária assinada pela agência África. “Vivemos na correria, e sabemos que todo mundo que está correndo quer mudar alguma coisa, seja como motivo ou consequência. A corrida é um ato de organização mental e física. O motivo pode ser individual, as metas também, mas correr com amigos ou em grupo acelera o desejo de enfrentar seus problemas, além de ser o esquema preferido do corredor brasileiro”, conta Christian Nagao, diretor de marca da Fila.

Para vocês terem uma ideia do “peso” da plataforma, chegou na minha casa na noite de quarta-feira às 22h30 uma caixa de madeira preta enorme e bem pesada, fechada por um cadeado. Na frente estava estampado #CORRERIA. Na hora coloquei esta  música do Korzus, banda paulistana de thrash metal, e fui analisar do que se tratava. O segredo do cadeado seria revelado às 17h do dia seguinte, na Live/Coletiva da FilaBR com a presença de cem pessoas, que também receberam a caixa.

A Fila é uma marca italiana que oferece o vestuário esportivo mais descolado. Foram a primeira marca a oferecem trajes coloridos para os tenistas profissionais, por exemplo. Mas os tênis nunca foram os meus preferidos para correr, não ajustavam muito bem no meu pé, fora que a tecnologia dos últimos lançamentos deixaram a Nike anos luz a frente de todas as marcas. Mas agora isso pode mudar.

Fila Float Fly e Silva Racer oferecem tecnologia brasileira

Vamos aos modelos: Racer Silva (R$ 499) e Float Fly (R$449,90).  São leves, lindos e calçam super bem – e custam na faixa dos 450-500 reais . Os modelos foram desenvolvidos durante dois anos aqui no Brasil, em um super laboratório de biomecânica, em Ivoti (RS) ,da DASS, empresa que licencia e fabrica a marca aqui. Foram testados na São Silvestre, como adiantei no ano passado, por  Laurindo Nunes, Vagner Noronha e Edwin Kipsang. Na época falaram da placa de propulsão, mas não que era de carbono. O modelo tem drop 10mm, não é tão gigante como Alphafly, nem tem as cápsulas do Next%, é mais na linha do Nike Zoom Fly (na faixa dos 700 reais). O Silva é feito para o pé do brasileiro e tem uma forma larga. Da Fila e da Olympikus uso 36 e das outras marcas de corrida uso 37. Na primeira calçada gostei mais do Silva do que do Fly. Agora falta testar na corrida.

Mas quem é o Silva, você que chegou até este parágrafo desse estar se perguntando? É brasileiro? É uma homenagem ao Brasil? Pois bem, vivendo e aprendendo. É  Gérman. Gérman Silva, fundista mexicano. Ele venceu a Maratona de Nova York dois anos consecutivos: 1994 (2:11:21) e 1995 (2:11:00). E na primeira delas estava calçando um Fila com entressola com placa de carbono! Isso mesmo, também fiquei chocada com essa descoberta. Essa maratona de 1994 é famosa porque Silva errou o caminho no Central Park a cerca de 1km da chegada. Percebeu rapidamente, deu a volta, recuperou a liderança e venceu!! Confira no vídeo abaixo o final da Maratona de NYC de 1994.

Voltando ao assunto principal, a nova plataforma #Correria. Sobre ela conversei individualmente com Christian Nagao, Brand Manager da FilaBR. Nagao explicou que a Fila dá total liberdade para as afiliadas e o projeto foi aprovado há dos dois, quando começaram os estudos para o desenvolvimento dos modelos. E nas pesquisas chegaram a Silva e se inspiraram no modelo usado por ele à época, o Fiamma, que apresentava essa estrutura de carbono na entressola. E já há um mercado interessado em vender os modelos brasileiros, a Fila da Coreia.

UPGRADE – O desafio era impactar os corredores em meio a pandemia do coronavírus e sem motivar aglomerações. E essa parte ficou com a África, que criou a campanha. Nagao contou que a inspiração do desconto veio das promoções de troca de aparelhos celulares, só que no caso do tênis quanto mais velho e detonado o modelo, maior o desconto; e não é preciso trocar o modelo só postar a foto dele. Funciona assim, até 20 de setembro você faz uma foto do seu tênis zoado e posta a imagem no Instagram, stories e feed,  com a #TheFilaUpgrade e marca @filaBR. Tem que ser perfil aberto. A equipe da marca vai olhar todas as fotos e vão enviar por dm (mensagem do Instagram) um voucher de até 30% de desconto para você comprar um dos dois modelos novos no site da marca, ou da Velocitá (que tem também 3 lojas na capital paulista). Quanto mais surrado estiver o seu tênis, maior o valor do desconto. E quem comprar um dos lançamentos vai ganhar a inscrição para a corrida virtual da marca, que vai acontecer em outubro. Só há mil vagas para essa corrida. “Em 20 de setembro vai começar a segunda fase da campanha e os influenciadores vão avisar nas redes sociais”, avisa Nagao.

Os influenciadores são Rodrigo Lima (Mahamudra), Sul Rosa , Débora Taylor, Camila Coutinho, Gui Araújo e Hodari. Os três primeiros são do Silva, que é para longas distâncias e para rodar sem medo se ser feliz; e os outros três do Float Fly é para até 10k, mais lifestyle. O slogan do Silva é “foco no pace, não no take“. E do Fly: “para o seu corre, para os seus 10k também”.

Modelo faz homenagem ao maratonista Gérman Silva

Racer Silva – com Speed Tech (placa de propulsão da Fila) envolvendo toda a extensão do solado, o calçado aumenta velocidade e equilíbrio dos atletas ao potencializar a força de cada passada. Por meio de testes em laboratório de biomecânica, foi mensurado a melhora no tempo do corredor em 4,5 segundos/km, sendo aprovada por atletas profissionais. O cabedal tem mínimas costuras e contrastes de materiais, o que proporciona um calce mais adaptável, sem pontos de fricção com os pés. Pesa 272 gramas (40) e preço sugerido de R$ 499.

Float Fly – com uma tecnologia de amortecimento que leva o mesmo nome, traz maciez e é capaz de um retorno de energia ainda maior que os demais tênis de corrida da Fila. O design do solado foi inspirado nas pedras vulcânicas. Apresenta tecnologia Cage, na região do calcanhar para melhorar a estabilidade. O cabedal é a fusão de dois tecidos: na parte interna é mesh, e na superior tela fusionada, com tramas respiráveis. O solado de borracha possui tecnologia EVERGRIP. O produto pesa 293 gramas (40)  e  preço sugerido de R$449,90.

E o segredo do preço inferir ao da concorrência está na fabricação nacional. Nagoa conta que o grupo tem fábricas no Brasil, além do laboratório de inovação, e por conta disso a logística fica muito mais em conta. Para vocês terem uma ideia o Grupo DASS tem 15 mil funcionários. Ponto para o Brasil.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: