Alexandre Herchcovitch é o novo head de estilo da Olympikus

Alexandre Herchcovitch é o novo head de estilo da Olympikus

SILVIA HERRERA

08 Junho 2018 | 10h10

Com a contratação deste craque, a marca brasileira promete incomodar, e muito, a concorrência. Sorte dos corredores, que vão ganhar peças para correr com muito estilo. #BlogCorridaParaTodos #vestuário #corridaderua

Em venda de tênis a Olympikus já é líder de vendas, agora quer liderar em vestuário. E para brigar pela primeira posição com as gigantes internacionais escalou o cara certo: Alexandre Herchcovitch. O estilista avisa que não é uma colaboração eventual, é pra valer. O “namoro” é antigo. Veio lá do Pan 2003 e da Olimpíada de Athenas em 2004, quando o estilista desenvolveu os uniformes dos atletas da marca.

“O nome deste blog, Corrida Para Todos, serve como uma visão para nossa ambição. Entendemos que existe espaço para a democratizar a alta performance e conseguir construir produtos de alta performance, com tecnologia, de maneira acessível para o consumidor brasileiro”, conta o diretor de Marketing da marca Márcio Callage. “Entendemos que a corrida da rua é uma válvula de escape para a correria da vida e vários grupos informais de corrida estão surgindo nas ruas brasileiras provando isso. A motivação não é chegar em primeiro lugar, é ser feliz. E a maior marca brasileira tem um espaço para ocupar no meio disso tudo”, acrescenta. Os corredores de rua amadores, inclusive eu, agradecem. Ter um produto de boa qualidade, estiloso e a um preço acessível é o que a maioria busca.

“A Olympikus é a marca esportiva legitimamente brasileira, com um DNA único. Eu vou imprimir o meu olhar a partir do que a marca já expressa, resultando em produtos, ideias e posicionamento”, diz o estilista Alexandre Herchcovitch que, além da Olympikus, continua como estilista e diretor de novos negócios da marca À La Garçonne. Para mergulhar no universo da corrida de rua, o estilista foi conferir de perto a Maratona do Rio, no último fim de semana.

Como é sua conexão com a corrida de rua, já havia pensando em fazer coleções para corredores?

Alexandre Herchcovitch – Não. Mas na verdade meu trabalho na Olympikus não vai se resumir a roupas para performance de corrida. É um trabalho bem amplo. Mas sem dúvida nenhuma, os esportes e a corrida em particular vão acabar inspirando o universo de vestuário que vou criar. A ideia é aliar a alta tecnologia a uma estética que acredito que as pessoas estão buscando. Aqui observando estas milhares de pessoas que estão correndo, eu tenho certeza que elas se preocuparam com a roupa que escolheram para correr a maratona. Aliás, roupa é um assunto que as pessoas sempre se preocupam. E tenho certeza que vou poder contribuir.

É a primeira vez que você assisti a chegada de uma maratona? 

Alexandre Herchcovitch – Sim,  presencialmente é a primeira vez. Imaginei exatamente isso,  como uma grande celebração onde todo mundo ultrapassa seus próprios obstáculos, que as pessoas mesmo se põem. Tem gente que vai mais devagar, outros mais rápido, mas todos têm um objetivo particular. Acredito que a corrida ajuda as pessoas na vida delas, a como se superar, a atingir seus objetivos. E isso acaba reverberando para outras áreas.

Na corrida o vestuário é fundamental,  não pode incomodar. Você tem isso em mente?

Alexandre Herchcovitch –Sim, minha ideia é que a roupa seja invisível. Sei que no dia a dia as pessoas se arrumam muito, eu mesmo me arrumo muito. Ponho a blusa para fora, toda hora estou mexendo na roupa. Minha ideia é fazer uma roupa para que as pessoas corram e não se preocupem e arruma-la em nenhum momento. Uma roupa que fique no lugar, que pressione onde tem que pressionar, para que o corredor só tenha que focar na sua performance e não perca tempo em se arrumar. Porque o simples fato de se arrumar, de parar o movimento da corrida para se arrumar, o simples fato de abaixar um topinho,  pode significar a derrota, por perder um segundo na corrida se arrumando. Então minha ideia é que a roupa fique invisível para o corredor, que a pessoa se sinta segura e não precise ficar se arrumando.

Mais conteúdo sobre:

corrida de ruavestuário