Diferença transformadora

Diferença transformadora

SILVIA HERRERA

28 Novembro 2017 | 11h04

Domingo, 3/12, será realizada  a 3ª edição da corrida de rua e caminhada  “Inclusão a Toda a Prova” do Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK). Ela é uma das principais atrações da programação da Virada Inclusiva paulista que vai movimentar o Estado no fim de semana. #inclusão #superação #corridaderua #BlogCorridaParaTodos #institutoolgakos #corridaIOK

São aguardadas 15 mil pessoas mais os 1.500 participantes dos projetos do IOK. Atualmente, o instituto recebe em suas oficinas de artes, dança e esportes cerca de 3.500 pessoas com deficiência intelectual e atende ainda pessoas sem deficiência, que se encontram em situação de vulnerabilidade social. “O nosso projeto tem como objetivo principal apresentar à comunidade e aos nossos governantes a importância da valorização, empoderamento e inclusão de pessoas com deficiência à sociedade”, afirma Olga Kos, vice-presidente do instituto.

O Dia Internacional da Pessoa Com deficiência é 3/12, e a Virada Inclusiva é  organizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência desde 2008 e conta com uma ampla rede de parceiros.  São dezenas de eventos previstos com o objetivo de incentivar e possibilitar que pessoas, com e sem deficiência, possam estar juntas em ações inclusivas nas ruas, praças, parques, museus, teatros, salas, metrô, e todos os espaços possíveis. Clique aqui para conferir a programação completa.

A largada da corrida de rua será às 6h50 para pessoas com deficiência  e às 7h para os demais no Parque do Ibirapuera, em frente ao Obelisco. A caminhada logo depois. Na corrida  há duas opções de percurso, de 10k e 4k.  A educadora física Natália Mônaco trabalho no IOK desde 2011. Ela foi apresentar uma projeto no instituto e recebeu uma proposta de trabalho. “Pensei uma semana e aceitei”, lembra.  Natália é a coordenadora de Esportes do IOK e  destaca que desde o início do projeto conseguiu observar o quanto as pessoas portadoras de deficiência são capazes.

A quatro meses da data da corrida, a ansiedade toma conta dos participantes do IOK, todo mundo quer ir. No caso dos cadeirantes, o preparo mais é exigido dos pais ou quem assumir a pilotagem da cadeira de rodas. Podem participar com qualquer tipo de cadeira, ou da caminhada ou da corrida. “Há também muitos participantes do IOK que conseguem correr sozinhos a prova de 4K e boa parte vai na caminhada também”, explica Natália, que não vai correr para poder dar assessoria para a equipe. Aliás, quem se interessar em ser guia de uma das cadeiras de rodas no ano que vem, basta procurar a Natália no IOK com antecedência.

As inscrições estão esgotadas, mas você pode colaborar fazendo sua doação no site da IOK.  Todos os inscritos receberão um kit com Sacola Promocional, Camiseta em Poliamida, toalha de rosto, Squeeze, Número de Peito e Chip(corredores). No final da prova, serão entregues medalhas aos participantes e troféus aos três primeiros colocados nas categorias masculina e feminina. A novidade este ano é que as camisetas dos corredores serão na cor flicts, a cor oficial da virada inclusiva. Os organizadores se inspiraram no livro Flicts, um dos mais conhecidos do escritor e cartunista Ziraldo, por considerar que existe uma forte sintonia entre o livro e o espírito do evento. Na obra de Ziraldo, flicts era uma cor discriminada porque “não tinha a força do Vermelho, não tinha a imensidão do Amarelo, nem a paz que tem o Azul” até o dia em que percebeu que era, na verdade, a cor da Lua.

Serviço:

“3ª Inclusão a Toda Prova – Corrida e Caminhada”

Quando: 3 de dezembro, às 7h

Onde: Parque do Ibiraquera, na Av. Pedro Alvares Cabral, s/nº, em frente ao Obelisco do Ibirapuera, no bairro do Ibirapuera, São Paulo/SP

 

 

 

 

 

Mais conteúdo sobre:

corrida beneficente