Equipe FrontRunner escolhe 4 brasileiros entre os 2.276 inscritos

Equipe FrontRunner escolhe 4 brasileiros entre os 2.276 inscritos

Brasil foi o segundo país com mais interessados no programa global da Asics

SILVIA HERRERA

03 de março de 2021 | 10h15

Não deve ter sido nada fácil para ASICS, marca japonesa de equipamento esportivo, escolher os quatro corredores brasileiros dentre 2.276 inscritos para ingressar  na equipe global FrontRunner. O número de seguidores nas redes sociais não foi a régua, mas sim ter uma história no esporte que seja realmente inspiradora.  Os selecionados foram: Mikelle Coelho, Thales Martins, Fernanda Marques e Eduardo Barbosa. O quarteto vai se juntar ao time brasileiro que já conta com nove nomes: Adriana Leal, Michele Rodrigues, Regis Fernandes, Ludmilla Maschion, Diego Muniz, Hugo Amano, Armando Marchezani, Evânia Cabral e Daniel Kuriu.

Edu Barbosa faz mestrado sobre corrida de rua

O projeto, que faz parte de uma ação global desde 2010 e regional desde 2018, dá a oportunidade de corredores profissionais e amadores serem embaixadores da marca, representando o país mundialmente. O Brasil contou com quase 3 mil interessados, ficando atrás somente da Inglaterra, e será  liderado na América Latina por Adriana Leal (@dricablackrunner), pediatra carioca de 40 anos,  já integrante da equipe desde 2019. “Não imaginei que seria escolhida para ser líder da equipe, mas fiquei honrada e feliz. Uma mulher, mãe e negra para o cargo. Estou empolgada para manter o time unido e motivado em busca das nossas melhores versões, sempre”, pontua Adriana.

Vamos aos novos membros. A triatleta Mikelle Coelho (@mikellecoelho), 26 anos, é de Fortaleza, trabalha como professora de educação física e pratica triatlo desde os 9 anos. Vinda de uma família de origem indígena, já competiu três vezes no Mundial de Ironman, ficando em 9º lugar no ranking mundial em 2019 em sua categoria.

Mikelle Coelho pratica triatlo desde os 9 anos

O analista de sistemas Thales Martins (@_thalesmartins), 24 anos, é de Santo André (SP) e sempre teve muito contato com esportes. Foi jogador federado no basquete e após um acidente, no qual teve parte da perna amputada, viu na corrida de rua a oportunidade de se superar em um dos momentos mais desafiadores da sua vida.

A relações públicas Fernanda Marques (@femarquesporai), 26 anos, é de São Paulo  e corre desde os 14 anos. Depois de ter passado por dois cânceres, prometeu que se fosse curada da doença faria a Corrida Internacional de São Silvestre (15 km), e a partir daí o esporte se tornou ainda mais importante para ela.

Eduardo Barbosa (@edurun), 45 anos, é Personal Trainer e professor de Educação Física de São Paulo sempre quis ser ASICS FrontRunner. Com um discurso muito voltado a corredores amadores, está terminando o mestrado com a tese de como as corridas de rua ajudam em doenças psicossomáticas.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

asicsFrontrunners

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.