Estão abertas as inscrições para a São Silvestre

Estão abertas as inscrições para a São Silvestre

SILVIA HERRERA

29 Agosto 2018 | 10h46

O corredor de rua tem até 23 de novembro para se inscrever, no site da prova. São 30 mil vagas. #corridaderua #BlogCorridaParaTodos

Sergio Barzaghi / Gazeta Press/Divulgação

A inscrição custa R$ 185. No ano passado era R$ 170, aumento de 9%, mantendo o ritmo dos anos anteriores. No regulamento consta que quem decide o valor da inscrição é a Fundação Cásper Líbero, isentando o organizador Yescom. Idosos tem 50% de desconto, como está previsto em lei. O kit inclui número de peito, chip, camiseta e dá direito a medalha de conclusão e certificado eletrônico com o resultado.

A corrida de rua mais popular e mais polêmica do Brasil chega a 94ª edição prometendo banir de vez os pipocas – corredores que correm sem efetuar a inscrição. Dia 31 de dezembro de 2018,  a alargada será realizada na Avenida Paulista na altura da Rua Augusta, com a tradicional chegada também na Paulista, em frente à Fundação Cásper Líbero. O pelotão de elite feminino terá sua largada às 8h40. Logo em seguida, às 9h, será a vez do pelotão de elite masculino e atletas em geral.

A dispersão será a partir da Rua Joaquim Eugênio de Lima até a Alameda Itapeva.  Todas as áreas serão restritas a corredores oficialmente inscritos e usuários locais. Não será permitida a presença de acompanhantes ou carrinhos e outros itens que não fazem parte do evento.

A prova oferecerá infraestrutura (apoio médico, acessos, hidratação, lanches) para o número oficial de inscritos. Não serão disponibilizados recursos extras para os pipocas. Vale dizer que o número de peito é pessoal e intransferível. E casos de duplicação de peitoral e troca de peitoral sofrerão penalizações, como pagar a diferença das inscrições e ser banido da prova. É triste, mas todo ano, além dos pipocas,  tem jovem correndo com peitoral de idoso, grupos correndo com peitorais copiados, fora quem faz atalho para fraudar que venceu na sua categoria por idade…. #vergonha

Idealizada pelo jornalista Cásper Líbero no ano de 1925, a prova chega à sua 94ª edição sem interrupção. Ela foi realizada até mesmo durante a Revolução Constitucionalista de 1932 e a 2ª Guerra Mundial.Já corri três vezes a São Silvestre, que é uma prova única. Corrida de rua  para celebrar o fim do ano de uma forma diferente.  O mais bacana é ir com os amigos e correr junto, se divertindo. Muita gente vai fantasiado. Mas atenção, tem que se preparar. Pelo menos para mim, correr mais devagar que o meu ritmo normal em certos trechos cansa muito mais. Na elite, o bicho pega. É uma prova difícil e com premiação boa,  No ano passado venceram Dawitt Admasu (Etiópia)  e  Flomena Cheyech (Quênia).

PERCURSO:

Av. Dr. Arnaldo

Rua Maj. Natanael

Rua Des. Paulo Passalaqua

Av. Pacaembu

Viaduto Gal. Olímpio Silveira: passagem

Av. Dr. Abrahão Ribeiro

Av. Norma Giannotti

Av. Rudge

Viaduto Orlando Murgel

Av. Rio Branco

Av. Ipiranga

Av. São João

Al. Barão de Limeira

Av. Duque de Caxias

Rua Rego Freitas

Rua Gal. Jardim

Rua Bento Freitas

Largo do Arouche

Av. Vieira de Carvalho

Praça da República

Av. Ipiranga

Av. São João

Rua Cons. Crispiniano

Praça Ramos de Azevedo

Rua Xavier de Toledo

Viaduto Nove de Julho

Viaduto Jacareí

Rua Santo Amaro: troca de mão

Rua Maria Paula

Av. Brig. Luis Antônio

Av. Paulista

Chegada:  Av. Paulista, 900

Mais conteúdo sobre:

corrida de ruaSão Silvestre