Faça um check-up antes da Corrida de São Silvestre

Faça um check-up antes da Corrida de São Silvestre

SILVIA HERRERA

05 Dezembro 2018 | 10h25

Corra até seu médico e veja se está tudo bem antes de se lançar nos 15K da corrida de rua mais popular do Brasil. #prevenção #CorridadeRua #SãoSilvestre #BlogCorridaParaTodos

O último dia do ano costuma ser abafado, a ladeira da Brigadeira é infernal, por isso é bom procurar seu médico antes da prova, ainda dá tempo, e evitar acidentes no último dia do ano. Não adianta focar na planilha e esquecer o médico.

O endocrinologista e cardiologista Guilherme Renke, que também é especialista em medicina do esporte, lista algumas dicas de como deve ser o preparo do atleta até o grande dia, além da importância do check -up de rotina.

Renke ressalta que para participar de uma Corrida de São Silvestre – atenção não é uma maratona, tem 15km de percurso –  é necessário, no mínimo, três meses de treinamento. “Para treinar e correr uma São Silvestre, é preciso estar em perfeita saúde. Deficiências nutricionais, anemia, alterações hormonais, entre outras, passariam despercebidas. Se você nunca foi para um check-up médico antes, agora é a hora de visitar um especialista, o Médico do Esporte será capaz de aconselhá-lo sobre os testes e exames necessários, dependendo de suas condições de saúde!, observa o especialista. Ele ressalta que o mesmo cuidado vale para as provas maiores, como meias e maratonas.

Além da saúde é bom cuidar da nutrição. “Você deve fazer um esforço especial para garantir que sua nutrição esteja totalmente de acordo com sua nova realidade de treinamentos. Não preciso lembrar: evite o álcool. Faça do café da manhã sua principal refeição, siga uma dieta variada rica, especialmente, em carboidratos complexos e proteínas. O desempenho nos treinos depende das reservas de glicogênio nos músculos e, portanto, o padrão ouro é fazer uma consulta com um nutricionista esportivo para montar uma alimentação e uma suplementação personalizada”, recomenda.

HIDRATAÇÃO – Renke alerta que um dos grandes erro dos atletas amadores é beber pouca água durante a fase de treinamento e durante as corridas. “Assim como precisamos ajustar nossa ingestão nutricional ao treinamento, precisamos fazer o mesmo com a ingestão de água (não se deve beber líquidos apenas quando há sede). O corpo precisa de tempo para se ajustar ao aumento da ingestão de líquidos e vários hormônios participam dessa dinâmica complexa entre eles a vasopressina. Além disso, é muito importante aproveitar os treinos longos de corrida para verificar nossa necessidade hídrica e qual será a estratégia de bebidas durante a corrida”, explica. Normalmente o médico do exporte já faz as recomendações necessárias que incluem até pesagem antes e após o treino para calculo da perda hídrica.

OVERTRAINING – Não podemos deixar de lembrar que para correr a São Silvestre é necessária uma preparação considerável.  Mais elaborada ainda se for uma maratona.  “Antes de iniciar o treinamento especial nos três meses que antecedem uma maratona, você deve ser capaz de percorrer 20 quilômetros em um único treino. Se você ainda não chegou a esse ponto, talvez deva correr a maratona mais tarde, quando tiver provado a si mesmo que está em condições de correr uma meia maratona”, destaca o médico. Ele orienta que durante a primeira semana de treinamento especial, você não deve aumentar o número de quilômetros percorridos em mais de 10% da média semanal que percorreu nas semanas anteriores. Da mesma forma, o aumento dos quilômetros entre uma semana e a próxima não deve exceder 10%. “Lembre-se de que o treinamento é baseado em melhorias graduais no desempenho de uma pessoa. Construa períodos de descanso e dias de descanso em seu treinamento, especialmente após dias intensos de treinamento”, argumenta o médico.

TREINO – Certifique-se de que você está variando o seu treinamento. Segundo o médico, para correr uma São Silvestre o treinamento não é apenas a “corrida“, fazer sessões de alongamento como parte de seu treinamento para a maratona é fundamental e deve estar na sua planilha, não vale aquela “alongadinha após a corrida”. E se você acha que a musculação atrapalha: você está totalmente enganado o treinamento de força melhora e muito o seu desempenho, procure orientação do especialista. Não faça auto-suplementação, jogue limpo no esporte e com você mesmo! Boa Sorte!

 

Mais conteúdo sobre:

corrida de São Silvestreprevenção