Glideride, calçado running com nova tecnologia japonesa

Glideride, calçado running com nova tecnologia japonesa

Este é o novo tênis de corrida da categoria performance da Asics

SILVIA HERRERA

24 de outubro de 2019 | 18h56

Repare no perfil deste tênis. Observou que a parte da frente é mais alta? Esse formato é uma das principais novidades deste novo modelo, batizado de Glideride, da Asics. Novidade acaba de desembarcar no Brasil, é um calçado esportivo da categoria performance, para a galera amadora focada em sempre melhor suas marcas, ou para quem pode desembolsar R$900 e correr em grande estilo, desde que o modelo seja confortável, logo ao experimentar. E atenção é uma edição limitada. #calçadoesportivo #asics #tecnologia

Asics GlideRide é lançamento mundial com edição limitada

Segundo informações da assessoria de imprensa da marca, a tecnologia GUIDESOLE é uma das principais novidades do lançamento. Por conta dela, o calçado ganhou esse solado mais curvado, com formato mais ergonômico e preciso, reduzindo a perda de energia. O Guidesole tem a função de minimizar o movimento da perna através da passada, além de proporcionar uma “sensação de inércia sem esforço.”  Esse ponto é curioso, deve ser alusivo a volta da passada e percebido só por aqueles que tem uma consciência corporal acima da média. Durante os testes realizados no do Instituto de Ciências do Esporte da ASICS (ISS), foi comprovado cientificamente que o novo modelo reduz a perda total de energia na articulação do tornozelo, onde os corredores gastam mais energia. Conta com melhor amortecimento e conforto, além de, mesmo tendo um peso mais leve, manter a estabilidade, facilitando o desempenho e a proteção. Ou seja, quem tem problemas no tornozelo esse modelo pode ser bem apropriado.

Projetado pela equipe de especialistas e designers do IS, localizado em Kobe, no Japão, o desenvolvimento do GLIDERIDE foi acelerado para oferecer a nova tecnologia a um número maior de corredores. Diferentemente do METARIDE, lançado no primeiro semestre deste ano e que também segue esse design curvado, o GLIDERIDE é mais leve: pesa em média 290g (50 gr a menos que o outro) e com o preço mais baixo.

Kenichi Harano, diretor executivo e gerente geral sênior da ISS, explica que “a recepção positiva e a velocidade com que os corredores adotaram a nova tecnologia (do Metaride)  incentivaram o desenvolvimento do modelo GLIDERIDE em tempo recorde. “Sem comprometer a eficiência, ele oferece uma corrida mais confortável, que acreditamos ter o potencial de ajudar corredores de todos os níveis a melhorar significativamente o desempenho, indo mais além do que eles pensavam ser possível ”, observa Harano.

Vale lembrar que 2020 é ano de Olimpíada, justo na casa da Asics – no Japão, e todas as marcas de running estão com lançamentos excelentes, ou seja, a concorrência da categoria performance está bem acirrada. E nessa batalha quem sai ganhando é o consumidor, com produtos melhores e inovadores e mais em conta.

Para o lançamento, a Asics não economizou. Levou uma grande de 22 maratonistas amadores, dos mais diferentes níveis, para testar o modelo no em uma corrida proprietária e só para convidados realizada em Bonneville Salt Flats, Utah (EUA), no  feriadão brasileiro de 7 de setembro. Do Brasil convidaram influencers: a dentista Debs Aquino e o youtuber Gustavo Maia (Progama Fôlego).

A corrida, projetada por uma equipe especializada de cientistas esportivos, analistas de dados, treinadores e engenheiros de elite do ASICS RUNKEEPER ™, reuniu 22 corredores de diferentes habilidades de todo o mundo, incluindo os influenciadores Gustavo Maia e Deborah Aquino. O objetivo era colocar à prova a mais recente tecnologia GUIDESOLE em uma corrida sem uma linha de chegada. Os participantes exploraram como a tecnologia de economia de energia pode ajudá-los a melhorar o desempenho e na batalha contra si mesmos. Alguns dados obtidos: 71% dos atletas correram além do previsto com um média de aumento da distância de 24%.

“Levamos efetivamente nosso laboratório de pesquisa de Kobe para Salt Flats para entender com os corredores como eles podem se beneficiar de nossa nova tecnologia em uma situação real”, comentou Harano. “O que aprendemos nesta prova é a importância de otimizar a energia. Isso nos alimentará em busca de melhorias, pensando muito além do calçado.” finaliza.

“Corri 26,03 km num salar. Jamais pensei nessa experiência. E quando cansei e cheguei na base, soube que fui a segunda mulher, atrás apenas de uma atleta olímpica que seguia correndo, e a terceira colocada geral! O que posso dizer? Estou feliz demais! Cheguei mais longe do que pensei! Agradeço a ASICS pela experiência”, resumiu Deborah. “Saio dessa experiência renovado e com um horizonte mais límpido! Agradeço a marca pelo convite e muito obrigado a Deborah Aquino pela companhia e amizade de sempre”, contou Gustavo Maia.

Segundo Yasuhito Hirota, Presidente e COO da ASICS, “esta última inovação é um marco importante para alcançar nosso objetivo de disponibilizar nossa tecnologia de economia de energia a todos os corredores”. Ele ainda informa que novidades devem chegar em breve: “No primeiro semestre de 2020 lançaremos o próximo tênis da família chamado EVORIDE. O compromisso da ASICS com essa nova categoria vai além do calçado, com a introdução planejada de mais inovações”.

Tecnologias inclusas:
– GUIDESOLE™: entressola curvada ajuda a minimizar o movimento na região onde há o maior gasto de energia na corrida;
– FLYTEFOAM™ E FLYTFOAM™ Propel: entressola mais duradoura que oferece amortecimento, leveza e responsividade;
– TECNOLOGIA GEL™ no calcanhar: máximo amortecimento e redução do choque do pé com o chão;
– SOLADO AHARPLUS™: mais durabilidade;
– ENGINEERED MESH: respirabilidade com conforte extremo sem perder o suporte.

Confira os vídeo sobre este tênis

Tudo o que sabemos sobre:

calçado esportivolançamentoasics

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.