Japão entra na guerra dos tênis de corrida com placa de carbono

Japão entra na guerra dos tênis de corrida com placa de carbono

Asics MetaSpeed promete diminuir até 750 passos em uma maratona

SILVIA HERRERA

31 de março de 2021 | 10h38

Na Olimpíada de Londres (2012) a novidade era o cabedal tricotado (flyknit), apresentado pela Nike. Na Rio 2016 o cabedal knit estava em quase todas as marcas. Mas quem levou a melhor, na  maratona olímpica, masculina e feminina, foi a própria Nike nos pés dos campeões quenianos Eliud Kipchogue e Jemima Jelagat Sumgong, com lindos modelos bicolores, com a frente em verde limão e parte posterior rosa.  Dois anos depois começava a revolução dos tênis com a placa de carbono ao longo da larga entressola em um sanduíche de espuma; e cabedal 3D, tão fino que parece papel – era do Nike Alphafly e Vaporfly. No ano passado, a adidas lançou seu modelo semelhante, o Adizero Pro. Fila lançou o Racer Silva. E  Asics,  o MetaSpeed, que acaba de ganhar duas versões turbinadas:  METASPEED™ Sky e METASPEED™ Edge. Os dois foram apresentados em Summit virtual da marca japonesa nesta terça-feira, 30 de março, e vão custar na faixa dos R$ 1.799,99. O Sky começa a ser vendido nesta quarta-feira, 31 de março, e será usado na Olimpíada de Tóquio. E o Edge, em setembro.

MetaSpeed Sky, novo modelo com fibra de carbono da Asics

A história do design por trás dos dois novos produtos é baseada na ciência, testada no Instituto de Ciências do Esporte da Asics (ISS, sigla em inglês). Eles reconheceram que o tipo de calçado que impulsiona os mais rápidos estava favorecendo apenas um tipo de corredor de elite  – os corredores STRIDE (veja foto abaixo) – aqueles com uma marcha maior e longos períodos no ar que aumentam sua velocidade ao estender o comprimento da passada. As pesquisas indicaram, porém,  que há outro tipo de corredor de elite, que chamaram de CADÊNCIA, que apresenta passos menores feitos ao pairar no solo com movimento mínimo para cima e para baixo. Crucialmente, esses corredores aumentam sua velocidade ao estender o comprimento da passada e aumentar o número de passos que dão por minuto. E a marca resolveu investir nos dois modelos, que terão como potenciais compradores atletas da elite, da elite  B e amadores focados em performance de todo o mundo. Aliás, no Japão é comum o corredor amador federado, aquele que tem tempos ótimos mas não se dedica em tempo integral ao atletismo, são conhecidos por corredor cidadão. Um deles, Yuki Kawauchi (aquele que venceu a Maratona de Boston debaixo de um temporal em 2018) testou um dos protótipos do MetaSpeed e estabeleceu seu novo recorde pessoal: 2:07:27 (Maratona do Lago Biwa Mainichi 2021). Ele diminuiu 47 segundos da marca anterior.

Reprodução de imagem da pesquisa da ASICS para o MetaSpeed

Gráfico da pesquisa do ASICS METASPEED

Os cientistas  da ISS conseguiram medir que os atletas têm um desempenho melhor ao correr com tênis otimizados para seu estilo de corrida. Assim, a ASICS criou o METASPEED™ Sky para corredores STRIDE e o METASPEED™ Edge para os CADÊNCIA. A ideia central é que o corredor não precise ajustar seu estilo de corrida ou tênis, mas calce um tênis desenvolvido para seu tipo de corrida e assim, ter a desejada economia de corrida. Com o Edge, os corredores completaram uma maratona com 750 passos a menos! Comparado com modelos anteriores da mesma marca. E com o Sky, foram 350 passos a menos. Os modelos são bem leves, quase o peso de um sabonete. O Sky pesa 165 gramas no tamanho 36 feminino, e 199gr no 40 masculino. E o Edge, 160gr e 188gr, respectivamente.

Único atleta brasileiro a receber em primeira mão o protótipo e o produto final, Ederson Vilela avalia positivamente o METASPEED. “Pelos treinos que fiz deu para comprovar que é um tênis bem competitivo, responsivo e leve. Você aumenta o ritmo e ele responde bem. A placa de carbono influencia na resposta mais rápida. Com o tênis sem a placa parece que você faz mais força. Já com o METASPEED você gera uma economia de energia. O produto final ficou bem bacana comparando com o protótipo. O solado tem um detalhamento diferente dos lados, com uma borracha embaixo e o cabedal tem um material bem mais leve”, afirma o medalhista de ouro pan-americano nos 10.000 metros em Lima e campeão da Volta Internacional da Pampulha em 2019.

Reprodução da apresentação do Summit 2021da Asics

“A jornada do METASPEED™ começou com a simples percepção de que os atletas correm mais rápido com calçados feitos sob medida para eles. A partir daí, tivemos que trabalhar. Após um longo e meticuloso processo de pesquisa e desenvolvimento, surgiram o METASPEED™ Sky e o METASPEED™ Edge. Customizados para os dois estilos de corrida mais comuns em corredores de elite, ambos são o auge da inovação em corrida. Nossos testes iniciais já estão mostrando que eles têm um impacto nos tempos dos corredores de elite com os quais temos trabalhado. É por isso que estamos tão entusiasmados em apresentá-los ao mundo hoje”, explica Kenichi Harano, diretor executivo e gerente geral Sênior do ISS. As pesquisas foram realizadas em janeiro, com cerca de 20 atletas da elite, patrocinados pela marca, e que vão competir na Olimpíada de Tóquio. Segundo a marca, a Federação Internacional de Atletismo já aprovou o modelo Sky, que foi enviado aos atletas da marca,  mas a decisão de usar ou não é dos atletas.

ASICS METASPEED SKY traz a palavra TOKYO no cabedal e é nas cores do Japão

O presidente e diretor de Operações da ASICS, Yasuhito Hirota completa: “Na ASICS, somos movidos por nosso princípio básico: queremos ajudar todas e todos a alcançar uma mente sã em um corpo são por meio do esporte. No cerne desta filosofia está uma crença inabalável no poder do design centrado no ser humano para criar produtos que proporcionam o equilíbrio perfeito entre desempenho máximo e proteção para todo tipo de atleta. O Innovation Summit e o lançamento do METASPEED™ deste ano representam um símbolo do nosso compromisso contínuo em ajudar os atletas de elite a atingirem seu máximo potencial, enquanto consolidamos o status da ASICS como pioneira em inovação no setor de corrida”.

Outra novidade, o cabedal do Sky é feito 100% com material reciclado. Este modelo estará disponível globalmente através do site a partir de 31 de março e lojas da ASICS e em lojas especializadas a partir 12 de abril de 2021. O METASPEED™ Edge estará disponível a partir de 13 de setembro de 2021.

MAIS NOVIDADES – A Asics também lançou na semana passada duas atualizações da categoria performance: GLIDERIDE 2 (R$ 999,99) e o EVORIDE  2 (R$ 799,99). Os dois têm com aproximadamente 20% da parte superior do calçado feita com material reciclado e possuem a tecnologia GUIDESOLE, que favorece a pisada na parte anterior do pé, facilitando correr mais rápido. Não são indicados para iniciantes e exigem uma adaptação. Nessa atualização, ganharam mais amortecimento. Eles estão à venda só no e-commerce da marca: https://www.asics.com.br/

 

ASICS GLIDERIDE 2

Categoria: Performance

Pisada: Neutra

Peso: 285g Masculino e 230g Feminino

Altura (Drop): 5mm Masculino e Feminino

Valor: R$ 999,99

ASICS EVORIDE 2

Categoria: Performance

Pisada: Neutra

Peso: 232g Masculino e 192g Feminino

Altura (Drop): 5mm Masculino e Feminino

Valor: R$ 799,99

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

tecnologiacalçado esportivoasicsMETASPEED

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.