Maratona do estresse no Allianz Parque

Maratona do estresse no Allianz Parque

SILVIA HERRERA

31 Outubro 2018 | 12h18

Sobrou desorganização no caro Celebration Experience Bohemian Rhapsody, ontem à noite no estádio do Palmeiras, produção da Cinépolis: “você nunca viu cinema assim”. #bohemianrhapsody #maratona

Sou jornalista, RP e corredora amadora. Estou acostumada a pagar para correr, como diz meu filho, mas pagar R$495 para ficar em pé uma hora e meia tentando sentar no lugar marcado? Primeira vez e com certeza a última. Prefiro passar uma hora e meio correndo, em alguma meia maratona por aí. E olha que frequento estádios há mais de 20 anos, em várias cidades brasileiras e também no exterior.

Sou fã do Queen e resolvi presentear minha família com esta pré-estreia, que tinha tudo para ser o máximo, mas foi horrível pelo menos para uma centena de pessoas que, como eu, selecionaram assentos no setor 114, onde cada ingresso com lugar marcado custava R$198.

Os portões abriram às 18h30, horário que cheguei com meu filho. Minha irmã chegou às 18h e entrou antes de nós. Como era lugar marcado, fui ao banheiro, na expo dos figurinos de Freddie Mercury, compramos bebidas e pipocas, aliás morri de ri quando me perguntaram se eu era maior de 18 anos, tive até de mostrar o RG e ganhei uma pulseira. Pensei, nossa que organizado. Ledo engano.

Subimos as escadas do setor 114 e o caos já estava armado. O público dos setores mais baratos invadiu e lotou o setor com a vista melhor. Falei com as pessoas que estavam nos nossos lugares – uma senhora loira (foto abaixo), que arrogantemente disse que sentaram nos lugares deles e eles sentaram nos nossos e azar o nosso. Só seu sentasse em cima dela. Foi o que fiz. Logo chegaram os seguranças e um senhor já queira me bater (esse com a pipoca na mesma foto), acho que era o filho dela, que com certeza era mais alto, mais forte do que eu. A maioria das pessoas me defendeu, dizendo que estavam sentadas nos locais corretos que haviam comprado. E deviam estar mesmo, todos senhores com mais de 50 anos.

senhora loira rindo mais seus dois acompanhantes, todos nos assentos incorretos.

Inconformada com tamanha desorganização, solicitei falar com a produção, já que os seguranças -que teoricamente estariam ali para orientar e garantir a ordem – se omitiram. Começou o show da banda cover, foram chegando mais pessoas na mesma situação que a nossa. Alguns foram embora, irritadíssimos.

Quinze minutos depois chegou a moça da produção. Primeiro ela deu uma bronca nos seguranças, empresa Faqui, que permitiram aquela confusão. Depois foi pedindo para todos irem sentar em seus devidos lugares. Boa parte atendeu, mas o trio que se sentou no nosso lugar não arredou o pé, gritou com a moça, com os seguranças e até com a polícia. Tudo isso, por que realmente os lugares que comprei eram os melhores daquele setor. Se fossem ruins e trio não faria tanta questão de se sentar no nosso lugar…

Para minha decepção, em nenhum momento a produção ou os seguranças e até mesmo a PM pediu para o trio no local incorreto mostrar os ingressos, só pediram para mim. Há vários relatos sobre a desorganização nas redes sociais, como esse abaixo.

Não assisti o show da banda cover, minha cerveja desceu quadrada com tanto estresse. O semblante de meu filho e de minha irmã eram de pura decepção….

Solicitei uma solução mais de 20 vezes. A produtora dizia: “estou tentando, as pessoas não tem bom senso e não querem sair do seu lugar”. Chegou a me oferece um lugar horrível no setor mais barato, ao lado. Recusei, comprei central, não lateral. Argumentei que queria o dinheiro dos três ingressos de volta ou lugares similares. Ela argumentou que não tinha como me devolver o dinheiro, mas que resolveria o problema.

Acabou o show. Anunciaram o filme. E a gente ali em pé…. De repente surgiram três lugares: dois juntos na fila de trás e um na frente, um segundo antes de começar o filme. Acredito que algumas pessoas se tocaram e foram se sentar no lugar certo, sobrando aqueles três de uma hora para outra. Conseguimos sentar finalmente, mesmo que separados.

O filme é ótimo, pretendo assistir novamente da maneira que mereço e curtir, por que ontem foi uma verdadeira maratona do estresse para centenas de pessoas, que pagaram caro para assistir a pior pré-estreia do mundo. O mais incrível era que eram poucas pessoas, 4 mil em um local acostumado a receber 40 mil.

O show da Banda Malta e com a participação do Frejat poderiam ter sido antes da sessão, não foi um boa ideia colocá-los, literalmente, para fechar show o Queen.

Entrei em contato com a empresa Cinépolis, responsável pela produção, indaguei qual a resposta oficial para tamanha desorganização. Não responderam.

Sim, como tudo na vida, há pontos positivos: atendimento dos vendedores de bebida e salgadinho, limpeza dos banheiros e som.

Sim, prefiro pagar para correr em eventos organizados do que pagar este mico todoooooooooo.

Mais conteúdo sobre:

Bohemian Rhapsody