Marca americana anuncia patrocínio da Maratona de Porto Alegre e do Circuito Indomit

Marca americana anuncia patrocínio da Maratona de Porto Alegre e do Circuito Indomit

New Balance pretende investir quatro vezes mais no Brasil para conquistar a liderança do segmento running

SILVIA HERRERA

03 de fevereiro de 2020 | 14h35

Com um crescimento anual na casa dos 5% nos EUA,  a New Balance está de olho no corredor brasileiro. Criada em 1906, a marca esportiva está presente em 90 países. Está em sexto lugar nos EUA, em 3º na China e está de olho na liderança do segmento running no Brasil. Para isso, revelaram em evento na semana passada que vão investir quatro vezes mais para triplicar o tamanho da marca em quatro anos, sem revelar o montante. Para isso divulgaram várias novidades, entre elas o patrocínio da Maratona de Porto Alegre, a mais procurada pelos brasileiros que buscam conseguir o tempo mínimo exigido correr a Maratona de Boston, e o circuito de corridas em montanha Indomit.  #mercado #running #newbalance #BlogCorridaParaTodos

Giovani Decker, General Manager da New Balance Brasil

A marca, globalmente, aposta suas fichas em running, lifestyle, futebol, skate, basquete e tênis. Modalidades que vai investir por aqui também. “No Brasil, nosso foco é corrida, queremos ser a 1º em vendas nos canais especializados, e para isso estamos investindo em tecnologia e design”, explicou Giovani Decker (ex-UFC e Asics), novo general manager da New Balance Brasil.

O público alvo da New Balance é formado por corredores amadores que rodam 100km por semana, e para isso vão investir no tipo de corrida que eles gostam: longa duração e performance. E é claro, material esportivo de qualidade para isso.  Além da Maratona de Porto Alegre (RS), que será realizada em 31 de maio, vão mudar o formato do Circuito NB 15K. “Vamos ter retirada de kit em expo, não mais na loja, uma corrida kids no sábado, véspera da corrida, e vamos incluir o trajeto inédito de 30km, fora os tradicionais de 15k e 7,5k”, contou a gerente de marketing Mariana Pires. Ela explicou que a ideia é que este circuito, com o tempo, se transforme em uma corrida de 30km pura. Já estão confirmadas as datas para as etapas de Brasília (22/3), São Paulo (6/7), Rio (27/9). Outra novidade que deve agrada muito serão os modelos temáticos das corridas proprietárias, no caso Maratona de Porto Alegre e o Circuito 15K.

Mariana Pires, gerente de Marketing da New Balance

TRAIL RUNNING – Em 2019, dez mil pessoas correram as etapas brasileiras do Circuito Indomit, que terá patrocínio da New Balance este ano. “A primeira etapa é dia 14 de março na Pedra do Baú (SP), com diversos tipos de trajetos, entre 6km e 80km. A segunda será uma 100k em Gramado (RS-23/5) e a terceira em Bombinhas (SC-17/10), e por conta disso vamos lançar várias coleções de trail”, destacou Mariana.

E tem mais. Vão trazer para o Brasil a competição Milha Urbana, que aconteceu em cinco países no ano passado: El Salvador, Chile, Uruguai, Equador e Argentina. É uma competição de performance, para quem gosta de voar baixo e foi  inspirado na 5th Avenue Mile, icônica corrida de Nova York de uma milha (1,60934 Km), direcionada a corredores de alta velocidade. Finalizando as novidades, Mariana apresentou os cinco atletas brasileiros que a marca está patrocinando: fundista Fredison Costa, e os triatletas André Lopes, Vittoria Lopes, Bruna Mahnn e Igor Amorelli.  Também foram anunciados patrocínio das principais assessorias esportivas do Brasil, em diferentes Estados: BRT Brazilian Runners Team (Brasília), ZTrack (São Paulo), Speed (Rio de Janeiro), Just Run (Florianópolis) e Veloz (Porto Alegre).

Para fechar o evento em grande estilo, a New Balance mostrou sua alta qualidade e expertise em inovação e tecnologia ao apresentar a décima versão do modelo Fresh Foam 1080, além de atualizações dos modelos Tempo, Hierro, 880 e MORE, que serão lançadas ao longo do ano. Em comum, todos carregam a tecnologia Fresh Foam X, projetada com dados coletados de corredores que proporciona uma combinação suave e macia através do retorno de energia da passada, sendo modelos ainda mais responsivos e de altíssimo amortecimento. Minha primeira impressão – com três treinos – é um tênis leve, confortável e estável. Entressola alta, seguindo a tendência atual, cabedal em knit. O destaque é a Fresh Foam X, que dá um conforto realmente superior, e é bem responsiva mesmo. No piso molhado, cuidado. Já dei uma escorregada, de leve. 

Sobre a New Balance

A New Balance, empresa com sede em Boston, Estados Unidos, tem como missão demonstrar liderança responsável, construindo uma marca global em que os atletas têm orgulho de usar, os colaboradores orgulho de criar e as cidades orgulho em receber. A New Balance é atualmente a única empresa de calçados esportivos que fabrica calçados nos EUA, com 25% da produção feita em cinco instalações na Nova Inglaterra. A empresa também opera uma fábrica em Flimby, Reino Unido. A New Balance emprega mais de 7.000 colaboradores em todo o mundo, e em 2015 registrou vendas mundiais de U$ 3.8 bilhões dólares. A marca está entre os grandes nomes em tênis de performance, oferecendo tecnologias de última geração com muito estilo.

 

TRÊS PERGUNTAS PARA GIOVANI DECKER  

Você que trabalhou mais de uma década na Asics e agora na New Balance, e que acompanha de perto o mercado de corrida, o consumidor brasileiro mudou? 

Giovani Decker, general manager da New Balance Brasil- O mercado brasileiro de corrida mudou muito nos últimos dez anos. Antes eram aqueles tênis superestruturados, focados em corredores com pronação e pronação severa. Hoje o consumidor não dá mais bola para isso, ele quer um tênis leve, macio, confortável e que tenha propulsão. E buscando, aliado a isso, design. E nos últimos três anos foi a Asics que mais percebeu essa mudança do consumidor e é por isso que estamos brigando pelas primeiras posições.  

A New Balance é conhecida por suas edições limitadas das maratonas. Pretendem fazer o modelo da Maratona de Porto Alegre?

Giovani Decker – Pretendemos sim. Não sabemos se dará tempo ainda para esta edição, que já é em maio, pois os tênis de performance da marca são produzidos na Ásia. Aliás, a ideia é ter também edições especiais paras as etapas do Circuito das 15K.

Você é também maratonista, conte um pouco do seu histórico como corredor amador.

Giovani Decker – Corri três maratonas: Nova York, que foi a primeira; Porto Alegre, que foi meu melhor tempo – 3:41; e Tóquio. Mas parei de treinar por conta de uma condromalacia avançada. Eu amo correr, mas não posso. O médico detectou isso há quatro anos e não consigo treinar como treinava, só corro um pouco para manter a forma. Tenho muita esperança nas pesquisas de célula tronco, que traga algo novo para regenerar meu joelho. 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: